sexta-feira, 30 de março de 2012

40K

Mais de 40 mil pessoas ontem em Alvalade, um número realmente impressionante tendo em conta as exibições no mínimo inconstantes da equipa de todos nós, viram um Sporting perfeitamente apático na primeira parte acordar ao intervalo para um segundo tempo que, apesar de não ter sido brilhante, chegou para o que era.

Essas 40 mil pessoas assistiram também ao trabalho de um árbitro perfeitamente banal que se recusou a expulsar pelo menos um jogador "ucraniano" e viu um penalty onde, a meu ver, não haveria.

Viram também um Sá Pinto que lá saberá porque tirou o Carriço (que até então estava a ser o melhor em campo) e colocou o Renato Neto que por sinal tem passado ao lado da maior parte dos jogos em que entra ou joga de início.

Mas 40 mil pessoas deram força ao estádio, à equipa e a toda uma nação de sportinguistas que, contra tudo e todos, se mantém à tona e ruge e luta e ambiciona mais.
40 mil pessoas quando lutamos para chegar ao terceiro lugar e perdemos contra Setúbal e Gil Vicente.
É por isto que sou do Sporting, porque mesmo quando tudo aponta para um barco à deriva em perigo de afundar, há uma força intrínseca ao nosso clube que nos traz sempre de volta à luta com garras afiadas.

Saudações Leoninas!

2 comentários:

kevs disse...

Amigo Manuel,

se os árbitros do nosso burgo são "incompetentes", e muitas vezes reclamamos por árbitros estrangeiros, como podemos nas competições europeias, quando nomeados árbitros de elite (este é o mais conceituado árbitro alemão, e um dos 12 árbitros que estarão no EURO) dizer que é banal?

Afinal queremos o quê? árbitros estrangeiros, mas não internacionais (aqueles que ficam em último em Espanha, Inglaterra, Alemanha, etc.)?...

Para quem segue os jogos deste árbitro, efectivamente tem um critério largo a nível disciplinar, mas é implacável para jogadores que protestam (milagre João Pereira não ter visto cartão!). Arbitrou o porto em Manchester, e já foi assim. Tecnicamente é bom, e ontem acho que esteve muito bem, incluindo no penalty, que pude comprovar depois em casa na tv.

Esperemos que possamos passar na próxima 5f, e que na eliminatória seguinte possas escrever um post com o título 50K.

um abraço,
kevs

Manuel disse...

Eu não costumo reclamar por árbitros estrangeiros, nem tão pouco acho que possam ser mais competentes que os portugueses meramente por não serem er... portugueses!

É o árbitro mais conceituado na Alemanha? Good for him! Eu achei que foi perdulário no capítulo disciplinar e isso permitiu alguma margem de manobra aos ucranianos que normalmente não teriam, na medida em que o Ricky teve tanta sorte em voltar pra casa com o nariz intacto quanto o João Pereira teve de voltar sem ser expulso.

Mas nem sequer acho que tenha sido protagonista como é apanágio dos nossos grandes senhores do apito, apenas comentei porque me ficou na retina este critério.

E venham os 50k! :D