sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo!



Desejamos um Feliz Ano Novo a todos os que nos têm dado a honra da sua visita neste espaço em que, para o bem e para o mal, se respira Sporting até ao fundo dos pulmões!

Se ás vezes criticamos, se às vezes somos ácidos, se ás vezes somos desagradaveis, é apenas porque sofremos em verde e branco, porque queremos mais, muito mais, porque o Sporting nos corre no sangue!

Para começar o ano novo, nada como a lufada de ar fresco que esta foto traz!

Que 2011 seja um ano leve para todos vós, de preferencia em tons de verde e branco, com saude, com a paz possivel, sem o FMI e com o Sporting a ser levado para o lugar que merece e que nós desejamos!

Tudo de bom para os nossos leitores é o meu mais profundo desejo!

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

FPF e as Associações

No Record:

"A FIFA esclareceu esta quinta-feira que "até ao momento" não existe qualquer ameaça de suspensão da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), embora "recomende veementemente" a adequação dos estatutos ao novo regime jurídico. "

Para ser sincero, não estou muito por dentro desta problemática. No entanto, a imagem que as Associações de Futebol sempre passaram para a opinião pública nunca foi famosa. E agora são elas que criam este problema com algum impacto na imagem do futebol português lá por fora.

Com ou sem razão, elas têm uma grande responsabilidade pelo estado actual do futebol português nestes últimso 30 anos. Delas (Associações) fazem parte muitos dos típicos dirigentes portugueses que não têm qualquer interesse nem capacidade para pensar de forma estratégica no futuro do futebol português. E com a ajuda deles, continuamos a caminhar lentamente para a miséria.

Para sempre Leão!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Curtas

No jornal O Jogo vê-se hoje:

época 2005/2006 - média de 31.481 espectadores por jogo
Este ano temos 21.939

Nos anos intermédios a média tem vindo sempre a baixar. Chegámos ao ponto em que já não são necessários campeonatos para inverter esta tendência. Basta que o futebol apresentado seja mais apelativo.

Entretanto, temos um novo Director Geral para o Futebol. A minha opinião, e passado o susto de ter de recordar aquela época com o Carlos Manuel, Leão, Renato e companhia, é que a experiência acumulada e o sportinguismo do José Couceiro poderão ser pontos fortes deste novo Director. No entanto, deixa-me apreensivo que logo agora que temos uma presidente a funcioanar 24 horas por dia é que seja necessário ter alguém que lidere o departamento de futebol.

Veremos o que acontece neste novo período de transferências. Por mim, dou o beneficio da dúvida, mas a esperança é pouca.

Para terminar, soube-se também que o Estugarda anda atrás do Jardel e poderá tê-lo por um milhão de euros. Alguém andará atento? Ou teremos de gastar novamente 2 ou 3 milhões para enriquecer um agente qualquer?

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Couceiro é o Novo Homem Forte do Futebol?





Comunicado da Sporting á CMVM:

"Nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, a SPORTING CLUBE DE PORTUGAL - Futebol, SAD, vem informar a contratação do Senhor José Peyroteo Couceiro para o cargo de Director – Geral do Futebol desta Sociedade, a partir do dia 1 de Janeiro de 2011.

O Senhor José Peyroteo Couceiro assumirá a responsabilidade da gestão de toda a estrutura do futebol da Sociedade, assegurando a coordenação do Futebol Profissional e do Futebol de Formação, reportando ao Conselho de Administração."

Quem manda a partir de agora? Couceiro? Costinha? Os dois? Nenhum? Jorge Mendes? E qual é o papel de Bettencourt na estrutura do futebol do Sporting? Vmos continuar a contratar um Director novo a cada 6 meses sem saber bem o que queremos?

Continuo a bater na mesma tecla. Sem uma estrategia que se veja, tudo isto parece mais uma brincadeira de mau gosto. Vamos continuar á espera de milagreiros...e é melhor esperar sentados!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Familia Futebol



O futebol está de luto. Não vou ser hipocrita ao ponto de dizer que gostava de Poncio Monteiro. Não gostava. Mas era uma personagem que me fascinava. Ao mesmo tempo que o achava profundamente desonesto pelas análises que fazia e pela deturpação dos factos que lhe via fazer, confesso que me fascinava o seu aspecto de gentleman e a sua postura que fazia com que fosse muito dificil alguém faltar-lhe ao respeito, mesmo quando ele merecia!

Independentemente das paixões clubisticas doentias (a minha é doentia, confesso) somos todos membros da Tribo Futebol. Como o era o Poncio. Que faz falta e essa é a maior homenagem que lhe posso fazer. Vai fazer muita falta! Poucos fazem tanta falta como ele vai fazer!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Até o tempo está mau

Desta vez não vou escrever nada relativamente às minhas expectativas para hoje. É melhor nem pensar no que aí vem. Ainda por cima com este tempo, tudo fica mais complicado.

Temos assistido por essa Europa fora a uma série de jornadas a terem jogos adiados devido ao mau tempo. Mesmo com o jogo a se realizar, muitas vezes, apresentam-se condições muito complicadas, quer para público, quer para os jogadores. É mais um exemplo que pouco se proteje o espectáculo. Na minha opinião, seria importante repensar nos calendários dos vários campeonatos. Eu mudava o seguinte:

- Jogar menos nesta fase. Haveria um 2º período de férias, mais curto do que o do Verão;
- Acabar a época mais tarde, entrando pelo menos de Junho, em anos sem campeonatos do mundo/europa;
- Começar a época mais cedo, encurtando o período de pré-época

Desta forma, teríamos mais jogos com boas condições meterológicas e jogos como o que vamos ter hoje seriam em menor número.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Muito fracos!

Depois do jogo de ontem, passadas algumas horas, já culpei jogadores, treinadores, directores, administradores, mas no final, chego sempre à mesma conclusão: a verdadeira responsabilidade é dos sócios que permitem que o Sporting permaneça neste rumo há quase uma década.

Começa a ficar tarde para sair desde lugar. Ou se faz algo ou Portugal passa a ter apenas dois grandes, se é que isso já não é um facto. 3 títulos em 30 anos é inaceitável! Tal como perder com o Levski de Sofia. E pior que perder, é ter que assistir a uma exibição pior que medíocre.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Ganhar e não só

Em semana de declarações polémicas e infelizes e de noticias estranhas que ainda não compreendi (saída da Nova Expressão da estrutura accionista da Sporting SAD), venho aqui deixar um post para falar unicamente do jogo de hoje e deixar uma mensagem de esperança, assente em 4 pontos:

1º e propositadamente antes do 2º ponto, que o Sporting jogue bom futebol e mostre que os jogadores que fazem parte deste plantel e a equipa técnica conseguem fazer bem melhor do que aquilo que têm feito até agora

2º que o Sporting vença o jogo de hoje, para, não só deixar uma boa imagem na Europa, como também beneficiar dos pontos que nos ajudam a subir no ranking da europa e nos ajudam a ser cabeças de série nos vários sorteios

3º que os jogadores do Sporting não entrem em campo com a mentalidade do costume e joguem o máximo durante o tempo que estão em campo. Se marcármos um golo, não recuem ou baixem os braços. Deixem-se também de fitas, simulações e picardias. Joguem como uma equipa, passem a bola e não sejam individualistas.

4º por último, que ao acontecerem os três pontos anteriores os sócios e adeptos possam ter uma trégua num período tão negro da história do nosso clube.

Furo Jornalistico

Aguardam-se com grande expectativa, as próximas declarações de Maniche e Costinha, que aqui antecipo num grande furo jornalistico:

Maniche:

"Sportinguista que é Sportinguista já um dia vestiu as camisolas do Benfica e do Porto"

"Ponham os olhos em mim e no Presidente. Somos pagos para servir o Sporting. Quem é que acham que são os que não recebem um centimo para servir o Clube? Ninguém! Devem ser tratados como autenticos Judas e da minha parte a unica coisa que terão é total desprezo!"

Costinha:

"Um dia ainda mostro as gravatas que Manolo Vidal levava para o banco de Suplentes. Uma vergonha..."

"Tenho no cofre um post-it dos tempos de João Rocha. Esse senhor que se cale, senão..."

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Sporting CP - Lift Me Up (Sporting Apoio PROMOÇÃO)

Não te incomodes, pá...



O Record online de hoje traz algumas perolas interessantes.

Por um lado, que os antigos dirigentes (Menezes Rodrigues e Silva e Costa) querem soluções. A ambos diria "não te incomodes, pá". Já estamos suficientemente mal e eu por mim dispenso as vossas soluções. Já tive 20 anos delas. Para mim, já chega! Desculpem lá o desabafo, amigos...

Por outro lado, Maniche dispensa as criticas dos falsos sportinguistas. Fiquei sem perceber quem são essas horriveis criaturas...Serão aqueles que há decadas pagam cotas, continuam presentes, que vão com frio, chuva ou mau futebol? Se calhar são...eu por mim, também dispensava expulsões estupidas que fazem perder jogos. Desculpa também o desabafo, Maniche...Ele há gente como eu com gostos muito estranhos...

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Pinheiros e Florestas



Espero que em janeiro não venham mais Pinheiros desta Floresta. Até porque nestes bosques até os arbustos custam uma fortuna.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Os Vampiros!

A SAGA CONTINUA...

NUM ESTÁDIO PERTO DE SI!


sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

A jigajoga (Reestruturação Financeira)

Confesso que me sinto bastante confuso relativamente ao Plano de reestruturação financeira em curso relativamente á SAD. A este respeito, penso que será util ler com atenção a acta da AG da SAD realizada em 9 de Setembro de 2010, publicada no site do Clube e em que o Plano foi aprovado (ver aqui).

Será também util dar uma vista de olhos a este post colocado a Norte e aos comentários efectuados relativamente ao mesmo.

Com a devida vénia e pedindo desde já autorização ao caríssimo Leão de Alvalade, citaria desde logo uma transcrição do post, retirada de um artigo de Pedro Guerreiro no Jornal de Negocios que me oferece bastantes duvidas:

"A reestruturação passa pelo que se chama de “operação harmónio”: redução seguida de aumento de capital; integração do estádio e da Academia; emissão de VMOC`S. No fim da jigajoga o Sporting ficará a controlar ¾ da SAD, o BES e o BCP ficarão com perto de 15%, Joaquim Oliveira – que já teve 20% - fica com cerca de 2% e os sempre maltratados pequenos accionistas guardarão umas acções de baixo valor."

Não consigo perceber como é que o Sporting Clube de Portugal atingirá 3/4 de participação social no final da Operação...Senão vejamos, hoje a participação rondará os 62% segundo julgo saber, para um capital que se reduzirá para 21 milhões de Euros. Adquirindo os 11% da Nova Expressão ficará com uma participação de cerca de 73%.

Em seguida será efectuado um aumento de capital de 18 Milhões de Euros (o Clube vai acompanhar, mantendo a % relativa?).

Pelo que se diz (não consta da acta da AG) a participação social do clube aumentará com a incorporação da academia (23,6 milhões?) e direitos de superficie do estádio(que valor?) a incorporar na SAD.

Toda esta operação tem contornos que me escapam, até pelas nuances relativas á academia e direitos de superficie do estádio, mas para o Clube assegurar uma participação de 75% na SAD no final da operação, esta terá de passar para um capital social de 220 milhões de euros, isto partindo do principio que os 55 Milhões em VMOCS serão incorporados no capital social... Ou estarei a incorrer num erro grave de percepção da operação?

Quanto aos 2% de Joaquim Oliveira no final da operação, haverá alguns comentários a fazer:

- Quem garante que Joaquim Oliveira não vai subscrever as VMOCS? Quem garante que outra Nova Expressão não subscreva também as VMOCS?

- Partindo do principio que Joaquim Oliveira não o fará e ficará de facto com uma participação baixa na SAD, vários raciocinios poderão também ser feitos:

1) Oliveira visava com a participação na SAD de facto gerar mais valias da valorização das Acções ou geração de dividendos e considera agora que tal não é viável. Confesso que acho este raciocinio ilógico. Ninguém no seu perfeito juízo pode achar que vai tirar mais valias de um investimento numa SAD em Portugal (e já agora em mais de 90% dos clubes europeus). Eu pelo menos não investiria o meu dinheirinho num negocio destes na optica do lucro...

2) Oliveira acha que o Sporting perdeu margem de manobra no futebol portugues e já não é interessante para o seu verdadeiro negócio (televisão e publicidade) pelo que não se justifica a participação na SAD.

3) Oliveira acabou de renegociar o contrato com o Sporting para lá do horizonte temporal que estava inicialmente previsto (como sabemos que aconteceu) e não acha que a Sociedade lhe possa colocar quaiquer entraves ao negócio a prazo (a SAD estará totalmente dependente destes valores e sem margem de manobra para futuras negociações) não existindo o perigo de virem dali contratempos, pelo que já não precisa de estar na SAD (ao contrário do que se passa no Benfica e do FC Porto que têm uma margem de manobra muito superior e onde convém estar). Inclino-me mais para esta hipotese...

De qualquer modo, no meio dos contornos nebulosos desta operação, tenho de confessar que me faltam peças no puzzle (não serei o unico certamente) para fazer um juízo completo de toda esta jigajoga, como lhe chama Pedro Guerreiro...

Uma coisa é certa para mim. Se o Sporting quer ter futuro, o Clube deve controlar a SAD, não ficando dependente de terceiros e não seria uma má noticia se de facto fosse assegurada (não me parece que seja assim) uma participação de 75% na SAD. Desde que...o Clube venha a ter dirigentes num futuro proximo que percebam o negócio, que percebam o Clube, que sejam de facto profissionais. E desde que...os socios sejam menos amorfos e mais exigentes! Ou seja, desde que...a gestão passe a ser outra, que não afaste os accionistas externos (sempre bem vindos desde que não controlem a gestão) como esta tem feito e também não afastem os accionistas internos (socios via participação do Clube).

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Liga Europa - Adversarios Possiveis para os 1/16 Avos de Final

No sorteio para os 1/16 avos de final os adversarios possiveis são:

Certos:

- Besiktas
- Sparta Praga
- Young Boys

Possiveis:

- Napoles
- Lech Poznam
- Aris Salonica
- PAOK/ Dinamo Zabreg/ Villareal
- Bate Borisov
- AEK/ Anderlech
- Metalist
- Sevilha/ Borussia Dortmund
- Twente
- Glasgow Rangers
- Basileia
- Ajax

Agora é escolher...Indesejaveis mesmo, neste lote, só o Napoles,Villareal,Sevilha, Dortmund, Ajax e Rangers e mesmo estes não serão adversarios que não possam e devam ser ultrapassados. Os piores mesmo serão o Sevilha ou o Dortmund!

domingo, 5 de dezembro de 2010

Fusão das Ligas Ibericas? NÂO, Obrigado!

"A aliança ibérica, entre as federações de futebol de Portugal e Espanha, pode ter ganho novo estímulo após a derrota da candidatura à organização do Mundial de 2018. A fusão das principais ligas de futebol dos dois países, hipótese falada ainda antes da decisão da UEFA em relação ao Campeonato do Mundo, pode mesmo avançar.

Fernando Gomes, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, e Jose Luis Astiazaran, líder da Liga de Futbol Profissional, continuam em contacto e a nova Liga Ibérica é um dos temas na atual agenda.

“Não existe nos regulamentos nem nos estatutos nada que impeça duas ligas de se juntarem na organização de um só campeonato”, explicou, à agência Lusa, fonte da UEFA, antes de sublinhar: “No entanto, o primeiro passo terá sempre de ser dado pelos interessados. As duas partes têm de se entender primeiro, chegar a um consenso e enviar um plano detalhado para ser avaliado pela UEFA.”

Processo idêntico está a ser estudado pelas Federações de Futebol da Rep. Checa e da Eslováquia."

In Record Online, 06/12/2010

Pela minha parte, digo não a esta iniciativa. Absurda do meu ponto de vista.

Por duas razões:

- Em primeitro lugar, rejeito tudo o que me cheire a iberismo. A península ibérica é um local fisico, não uma nação e muito menos um local culturalmente unico. É assim desde 1143 e deve continuar assim. Eu gosto de falar portugues, prefiro ser portugues que "ibérico" (que no final acabaria por significar ser espanhol, ou antes, castelhano).

- Em segundo lugar, qualquer dos grandes portugueses não passaria de um actor secundário numa Liga destas. No fundo, replicaríamos aquilo que aconteceu ás equipas da ex-RDA no actual campeonato alemão. O Sporting numa liga desse tipo seria um mero actor secundário, a lutar pelo acesso á UEFA (hipotese mais realista) ou mesmo arriscando-se a lutar para não descer de divisão (na pior das hipoteses, mais extremada). As receitas seriam maiores? Seriam sem duvida. Mas...olhem para o lado e vejam as discrepancias entre as receitas televisivas de um Real Madrid ou por exemplo de um Valencia...Mais pequeno por mais pequeno, prefiro ser maior entre os menores que menor entre os maiores...E na minha opinião, este não será um problema apenas do Sporting! Identico raciocínio se aplica a FC Porto e Benfica!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Centésima Vitória na UEFA

Com a vitória de ontem frente ao Lille, além de termos assegurado o primeiro lugar no Grupo C da Liga Europa (importante, se olharmos para os restantes grupos, do ponto de vista dos potenciais adversarios) conseguimos a centesima vitória da nossa história em confrontos nas Taças Europeias.

Conseguimos esta vitória com...zero de futebol! Ou quase, porque o jogo de ontem foi de facto muito fraquinho e aumentou o frio glaciar que se sentia nas bancadas para quem se deslocou a Alvalade (chegaríamos a 20 mil?).

A unica coisa que posso dizer é que temos de melhorar muito se queremos ter aspirações nesta prova...

Olhando para a equipa, não há muito a dizer, mas existe um pormenor que cada vez me faz mais confusão - Evaldo é defesa lateral ou defesa central? Ontem depois de Vukcevik entrar e se começar a esquecer (mais uma vez) de defender, tivemos muita sorte de a bola não chegar à direita do ataque do Lille mais vezes, porque andava sempre alguém solto por ali!

Como nota de rodapé, gostava ainda de dizer que a equipa de arbitragem que ontem esteve em Alvalade deve ser uma das mais fracas que já vi alguma vez actuar em jogos oficiais. Muito maus, mesmo. Um autentico hino ao disparate. Conseguiram ser ainda piores que Sporting e Lille juntos, o que não era tarefa fácil ontem! De qualquer modo, isso não justifica os amarelos de Postiga (reincidiu o que já fez com o Guimarães) e João Pereira. Uns brincam á rabia em vez de jogarem futebol (Vuk) outros levam amarelos estupidos por protestos idiotas (Postiga e João Pereira)...Não era suposto esta equipa ter um treinador?

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Quem manda no Sporting?



Enquanto nós desesperavamos para entrar no estádio, Joaquim Oliveira e Pinto da Costa estavam sentadinhos e confortáveis na Tribuna VIP...

Enquanto os adeptos do Porto exibiam todo o tipo de provocações, nós eramos vistoriados até aos ossos...

Enquanto Villas Boas enchia a boca com agressões a Moutinho, nós calavamos uma série de entradas duríssimas dos jogadores de azul e branco durante o jogo (uma delas de Moutinho sobre Liedson)...

Quando o Jogo, de Joaquim Oliveira nos brinda com a capa vergonhosa de domingo nós calamos...

Jogamos quando Oliveira quer, fazemos o que Oliveira quer, tratamos Pinto da Costa como Oliveira quer!

Calamos, calamos, calamos...E comemos...O que quizerem dar-nos...

Até quando?

sábado, 27 de novembro de 2010

Momento do jogo...

O(s) momento(s) deste classico com O F.C. Porto ocorreram na 1ª Parte quando Moutinho cai e o Sporting interrompe o contra ataque para colocar a bola fora e na 2ª Parte quando Maniche está no chão e Moutinho lança o contra ataque que dá o golo do empate. Correctos? Fair play? Não, otários. Os mesmos otários que sofreram um golo anedótico do Barcelona há 2 épocas atrás. Não aprendemos? Moutinho em menos de meia duzia de meses já aprendeu...

Este empate acaba por ser um murro no estomago dos Sportinguistas, mas acaba por ser natural numa equipa que nos ultimos tempos tem feito boas primeiras partes e desaparece do jogo nas segundas...Que raio de preparação fisica têm estes rapazes?

De dominadores passamos a dominados num ápice e as coisas estavam a por-se muito feias antes da expulsão do Maicon, depois de termos consentido o empate numa jogada perfeitamente escusada e infantil! Se bem que também é verdade que tivemos o azar de perder Valdés, o que foi um abanão muito grande no nosso jogo...

Outra coisa que não pode acontecer é um jogador chamado Vukcevik entrar no campo num momento chave em que tínhamos de dar o KO ao adversario e resolver passar a jogar sozinho. Este rapaz tem muito talento, mas tem dias em que é o jogador de futebol mais estupido de que tenho memória. Hoje foi uma verdadeira pedra com olhos...

Em suma, acabamos por empatar um jogo em que tivemos tudo para ganhar. E até a maldição das bolas nos ferros fez questão de continuar a acompanhar-nos.

O nosso futuro? O imediato está absolutamente comprometido, pelo menos em termos de campeonato...O da proxima época poderá ser risonho se em vez de um Paulo Sergio tivermos finalmente um treinador a sério, porque o plantel não é mau como o pintam, antes pelo contrário. Hoje tivemos uma defesa sólida, um meio campo muito competente em que André Santos parece ser um jogador com muito futuro (que belo jogo fez hoje) e o ataque acaba por estar bem entregue a Liedson e Postiga (muito apagado hoje) se bem que neste sector a equipa claramente precise de outro fulgor...Uma equipa com a defesa e guarda redes de hoje, com Mendes, Andre Santos, Valdes, Vuk, Salomão, Postiga e Liedson tinha de ser candidata ao título e não poderia estar de maneira nenhuma a 13 pontos do Porto á 13ª jornada...

Uma palavra para a desorganização e falta de respeito dos dirigentes do Sporting pelos seus...45 minutos para entrar no estádio (entrei quando o jogo já tinha 12 minutos jogados) é uma vergonha. Meia duzia de seguranças a fazerem a revista é uma anedota. Eu não pago bilhete de época para ver 78 minutos dos jogos. Bettencourt, amigo, és uma autentica anedota. Se tivesses vergonha na cara, levavas contigo o Paulo Sergio e iam os 2 dar uma volta ao bilhar grande. Porque o Sporting é um Clube Grande e precisa de Gente Grande a dirigi-lo. Não de uma amostra rasteira de gente como tu...Se o Vuk tem dias em que parece uma pedra com olhos, Bettencourt Presidente do Sporting é um enorme calhau com olhos 365 dias por ano. Espero que ao menos o teu amigo Jorge Nuno tenha podido ver os 90 minutos do jogo em condições e bem instalado...A pensar no proximo jogador do Sporting com quem quer ir jantar...Porque embarretar a cotonete é a coisa mais facil do mundo...

Quanto a Moutinho, perder tempo a falar dum canalha com dimensão humana igual à fisica seria pura perca de tempo...De qualquer modo, saudo o facto de felizmente não ter havido incidentes hoje em Alvalade...

Clássico

Já em estágio para mais logo, há algo que me tem passado pela cabeça acerca do assunto mais polémico do jogo de hoje - o regresso do moutinho a Alvalade: o que irão fazer as centenas ou milhares de sportinguistas às camisolas que terão em casa com a inscrição desse jogador nas costas? Deitam fora? Mandam tirar as letras? Eu não tenho nenhuma, mas se tivesse a vontade que tinha era de levar para o estádio e pendurá-la bem visível para que aquela pessoa recordasse:
1- que em tempos foi muito acarinhado pelos sportinguistas
2- o quanto desiludiu essas pessoas

Quanto ao jogo em si, tenho esperança que aconteçam duas coisas:
1- que as pessoas saibam comportar-se e vivam a rivalidade de forma saudável. Que não se esqueçam que há muitas crianças que queremos que sejam fãs deste clube/desporto.
2- que o Sporting ganhe, jogando melhor futebol, fazendo renascer a esperança que parece andar meio perdida.

Para terminar, o meu onze:
R.Patricio
Abel, Carriço, Polga, Evaldo
Pedro Mendes, Maniche
J.Pereira, Postiga, Valdes
Liedson

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Villas Boas e o Sporting

Reproduz-se em seguida, na íntegra e com a devida vénia e referencia á autoria, post publicado ontem (25/11) no Blog Vive Sporting (http://vivesporting.blogspot.com) pela importancia que tem, sendo que deve merecer uma reflexão muito profunda:

"Interessante este artigo do jornal"I" :

"Podia ser uma história de encantar: afinal, um dos protagonistas da intriga foi fundado por viscondes em 1906 (Sporting) e a personagem principal, que até tem traços de príncipe, é tão só o bisneto de José Gerardo Coelho Vieira Pinto do Vale Peixoto de Villas-Boas, o primeiro visconde de Guilhomil, e tem sangue inglês pelo lado da avó, Margaret Neville Kendall. Mas a narrativa ganhou sempre tendências de tragédia grega e três noivados não deram um casamento. E é por isso que André Villas-Boas vai chegar novamente a Alvalade como adversário e não como técnico dos lisboetas. Fica, ainda assim, a história de uma relação que envolveu sonhos, acordos, projectos e rescisões com vários palcos diferentes mas espalhados por Portugal.

ACTO I - LISBOA Na mesma altura em que era preparada uma importante assembleial-geral, em Abril de 2009, tinha começado já a contagem de espingardas para as eleições do clube, em Junho. Havia três correntes distintas - a da continuidade, uma alternativa e uma da oposição. Diferença: as últimas tinham nomes preparados, ao contrário da primeira. O preferido era Soares Franco, mas o líder torcia o nariz a novo mandato por considerar que o seu reinado teria chegado ao fim. Ainda assim, levantou-se uma vaga de fundo - expressão própria do léxico sportinguista - para levar Franco a reconsiderar. E aqui entra pela primeira vez o nome de Villas-Boas, na altura adjunto de Mourinho no Inter mas com a ambição de iniciar uma carreira a solo.

No plano desportivo, havia uma dúvida: manter Paulo Bento, o Ferguson do Sporting, ou apostar num rosto novo com perfil semelhante? Ambas as opções estavam ponderadas, e a aposta de Franco, caso tivesse avançado e o actual seleccionador recusasse renovar, poderia ser Villas-Boas, pelas capacidades reconhecidas de fazer um projecto a médio prazo. O ex-líder não avançou, José Eduardo Bettencourt surgiu em cena e esmagou nas eleições, Bento ficou em Alvalade (não forever mas mais quatro meses).

ACTO II - COIMBRA A incapacidade para investir na equipa impossibilitou Paulo Bento de passar da teoria à prática: havia necessidade de reformular de forma profunda o plantel, para iniciar um novo ciclo, mas foram feitos apenas pequenos ajustes. E, alicerçado a isso, ia-se notando um crescente desgaste da imagem do técnico tantas vezes incompreendido em Alvalade. Só os resultados poderiam inverter a realidade mas tardaram em aparecer - a rescisão chegou como fim óbvio.

Já com Sá Pinto a trabalhar com Bettencourt numa solução, o nome de Villas-Boas voltou à mesa. Desta vez, como uma primeira opção. O treinador tinha chegado dois meses antes à Académica (onde tinha recusado a hipótese Costinha como adjunto) mas os métodos de trabalho, as planificações e os resultados impressionaram os responsáveis leoninos, que não ligaram aos currículos que iam recebendo (Aragonés, Pekerman, Juande Ramos) e começaram a tentar o jovem técnico.

O acordo entre clube e treinador ficou estabelecido (salário a rondar os 30 mil euros por mês, cláusulas por objectivos etc.) na noite de 12 de Novembro mas, a 13, tudo ficou sem efeito face à intransigência da equipa de Coimbra em baixar o valor pedido: um milhão de euros, com o Sporting a dar 500 mil euros mais dois jogadores por empréstimo. Dois dias depois, na madrugada de domingo, Carlos Carvalhal era anunciado à CMVM.

ACTO III - Gerês Villas-Boas classificou todas as notícias de "palhaçadas", Sporting e Académica negaram tudo mas, a 12 de Fevereiro, os leões e o técnico assinaram um acordo por dois anos, a contar a partir de 2010-11. Com a intermediação de Jorge Mendes, o super-empresário que já tinha ajudado o clube na reabertura de mercado, houve um encontro no Gerês onde tudo ficou definido. A partir daí, era só uma questão de ir mantendo sigilo enquanto se planificava toda a temporada seguinte: falou-se de nomes (Quaresma, Lima, Lazzaretti, Hilário, Manuel Fernandes, Cléber Santana...), de estágios de pré-época, da equipa técnica (onde Costinha voltou a ser "barrado"). De tudo. E a sintonia entre Villas-Boas e Bettencourt era total, algo que nem os lamentos de Carvalhal conseguiram sequer afectar minimamente.

ACTO IV - ALCOBAÇA Duas semanas depois, Bettencourt escolhia Costinha para director de futebol, pasta que estava órfã desde a saída de Sá Pinto. E, a partir daí, a história mudou: as dissonâncias entre o antigo médio e o treinador (sobre Izmailov, sobre regras, sobre possíveis reforços ou sobre Nuno Dias, novo director da comunicação do clube) foram-se sucedendo e, a certa altura, Villas-Boas, que ouvira rumores sobre um possível interesse do FC Porto (além do Recreativo Huelva), solicitou a rescisão do acordo existente, pedido aceite por Bettencourt. O encontro entre o treinador e Costinha (aí sem Bettencourt) deu-se em Alcobaça. Tudo voltou à estaca zero mas não por muito tempo - ainda nesse mês de Março, o Sporting anunciou a saída de Carvalhal no final da época e a contratação de Paulo Sérgio ao V. Guimarães para 2010-11 por 600 mil euros; mais tarde, os portistas confirmaram a aposta em Villas-Boas no seguimento da saída de Jesualdo. E todos ficaram felizes com o desfecho.

Agora, quando o FC Porto der entrada em Alvalade, Villas-Boas irá para o banco da esquerda quando sempre foi o prometido para o da direita. E tem a possibilidade de provar, matematicamente, que o último capítulo da trama foi mais prejudicial para uns do que para outros: uma vitória dos dragões coloca os rivais a 16 pontos do título. É o fim da história." "

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Contas do trimestre

Lê-se nas contas da “Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD” relativas ao 1º trimestre (Julho a Setembro de 2010):

- O resultado operacional apresenta um aumento, face a idêntico período do ano anterior, de mais 13,7 milhões de euros;

- Este resultado operacional deve ser dividido em três componentes: Proveitos operacionais, custos operacionais e o resultado das transacções de jogadores e amortizações dos passes;
- Os proveitos operacionais espelham naturalmente a qualidade do nosso futebol, descendo 10% face à época transacta;

- Os custos operacionais, tal como os proveitos, evidenciam um agravamento substancial, aumentando 13%;

- A terceira componente, que incorpora as amortizações dos passes (divisão do investimento em jogadores nos anos dos contratos) e as compras/vendas de jogadores, justifica na totalidade os “bons” resultados apresentados, com uma receita extraordinária de 14, 1 milhões de euros;

- Ou seja, sem a compra e venda de jogadores, o resultado operacional seria de -5,9 milhões de euros, representando uma variação face ao ano anterior de -4,1 milhões de euros;

- Os custos financeiros mais do que duplicaram, atingindo agora os 1,3 milhões de euros;

- Olhando para o balanço assistimos a um aumento substancial do activo (passa de 131 milhões de euros para 145 milhões de euros), financiado em 10 milhões de capitais próprios e em 4 milhões de aumento de passivo. Conclui-se assim que este resultado operacional extraordinário não foi utilizado para a redução do passivo, mas sim para o aumento do activo;

- Com base no detalhe fornecido por este relatório, também se conclui que em termos de custos o aumento verificado deriva dos gastos com ordenados, ou seja, investimento no plantel.

O meu comentário:

- O clube continua erradamente a gastar o que não tem. O Passivo aumenta, mesmo quando temos boas receitas com vendas de jogadores. Quando não as tivermos, os resultados descambam facilmente para os 7 ou 8 milhões de euros negativos. Continuamos a não apostar numa política de futuro, onde:
1º só se gasta o que se tem;
2º são implementadas estratégias de aumento de receitas que possibilitem posteriormente um maior investimento no plantel.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Curtas

Após o jogo de domingo fiquei com vontade de deixar aqui no Rugido algumas breves impressões:

1. 9 mil e tal espectadores no jogo contra o Paços de Ferreira e uma pergunta muito básica: não seria uma boa ideia, nestes jogos com menos afluência, fechar a parte de cima do estádio? Deviam estar lá umas 1000 e tal pessoas e uma quantidade ainda significativa de seguranças que acarretam custo. Além do mais, se já éramos poucos no estádio, para quê dispersar?

2. Nunca pensei, ao comprar o lugar na bancada central, que em certos jogos tivesse que apanhar com chuva. Por vezes deve-se ao vento. Azelhice minha que comprei um lugar muito em baixo. Outras vezes fico molhado porque a cobertura parece ter alguns buracos por onde vão caindo algumas gostas de água. Será que não se podia fazer algo para melhorar a comodidade destes sócios que pagaram e pagam valores bem altos?

3. Deixo aqui um pedido/sugestão : entendo que seja importante o trabalho do speaker nos jogos em casa. Mas o som que sai dos autifalantes é demasiado alto e irritante. No estrangeiro o som (seja do speaker , seja da música) é o adequado para tornar o espectáculo mais interessante. No Sporting, tem uma única vantagem: manda as pessoas para o interior da bancada onde poderão beber um café por 1 euro ou uma bola de berlim (se é que se pode chamar bola de berlim aquilo) por 1,5 euros.

4. Claques: não tenho dúvidas que somos um grande clube. Mas neste momento já temos 4 clauques , espalhadas pelos vários sectores do estádio. Qualquer dia temos claques na parte de cima e nas bancadas vips. Que raio de política temos nós para as claques? Ainda me lembro quando tinhamos duas boas claques! Hoje em dia, além de assustarem grande parte das pessoas que vão aos estádios, andam cada vez mais divididos. E claro... nem falo dos custos que o clube incorre para controlar a segurança das claques e áreas onde andam.

5. Quanto ao jogo... uma pobre exibição que irá baixar ainda mais o número de espectadores que vão ao estádio.

6. A compensar as fracas performances, o Sporting vai tendo muita sorte nos sorteios. Para a taça da liga, o sorteio deixou-nos praticamente com um pé nas meias finais. Provavelmente contra o Benfica!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Sporting Clube de Portugal em Numeros - A Grandeza que nos deve fazer ser Exigentes

1. O SPORTING é o único grande Clube nacional que não alterou o seu ano de fundação.

2. O SPORTING é o único Clube do Mundo que, neste momento, tem dois museus oficiais (Lisboa e Leiria).

3. O SPORTING possui o Jornal de clubes mais antigo do Mundo (o primeiro número foi publicado a 31 de Março de 1922).

4. O SPORTING detém o jogador mundial com melhor média de golos em jogos do Campeonato Nacional (Fernando Peyroteo com 1,68 golos/jogo).

5. O SPORTING cedeu o 1.º jogador português à Selecção da Europa: José Travassos em 1955 (vitória da Selecção da Europa à Inglaterra por 4-1, em Belfast).

6. O SPORTING é, actualmente, o único Clube mundial que formou dois FIFA World Player: Luis Figo (2001) e Cristiano Ronaldo (2008).

7. O SPORTING desde o início das competições europeias de clubes, só é ultrapassado em n.º de participações pelo Real Madrid (54) e Barcelona (53). Os Leões somam 51.

8. O SPORTING apontou o 1.º golo na Taça dos Clubes Campeões Europeus, em futebol: João Martins frente ao Partizan de Belgrado, a 4 de Setembro de 1955.

9.O SPORTING tem 22 taças europeias conquistadas, o Real Madrid 26 e o Barcelona 66. No entanto, somente os «leões» e o Barcelona venceram em quatro modalidades distintas.

10. O SPORTING ainda hoje detém recordes nos títulos europeus conquistados (excepto andebol):
» Atletismo: Único Clube europeu com vitórias em pista e cross: por 2 vezes sagrou-se hexacampeão em cross.
» Hóquei em patins: Maior goleada de sempre por 33-1 ao H. Gujan (França), nos quartos-de-final da Taça CERS, em 1983/1984.
» Futebol: Maior goleada de sempre por 16-1 ao Apoel Nicósia (Chipre), nos oitavos-de-final da Taça dos Vencedores das Taças, em 1963/1964.

11. O SPORTING é o 2.º Clube europeu com maior n.º de atletas olímpicos (109 até Pequim’08) a seguir ao Barcelona. No entanto, estes 109 atletas «leoninos» actuaram em 10 modalidades distintas e, os do Barcelona, apenas em seis.

12. O SPORTING é o único Clube nacional (e dificilmente haverá outro na Europa e no Mundo), que nos últimos 48 anos teve atletas em todos os Jogos Olímpicos realizados.

13. O SPORTING, desde que existe o Comité Olímpico Português, esteve em 24 dos 28 Jogos Olímpicos realizados (apenas ausente em 1920, 1934, 1936 e 1956).

14. O SPORTING é a equipa portuguesa com mais medalhas olímpicas conquistadas (8 no total: 3 de ouro, 4 de prata e 1 de bronze).

15. O SPORTING teve o 1.º atleta nacional a participar nos Jogos Olímpicos (António Stromp, em Estocolmo – 1912), bem como o 1.º atleta nacional a conquistar uma medalha de Ouro (e a ouvir o Hino Nacional): Carlos Lopes em Los Angeles – 1984 – , na difícil prova da maratona.

16. O SPORTING detém a maior goleada da história dos Campeonatos de Portugal (18-0 ao Torres Novas, em 1927/1928), dos Campeonatos Nacionais (14-0 ao Leça, em 1941/1942) e das Taças de Portugal (21-0 ao Mindelense, em 1970/1971).

17. O SPORTING detém o recorde de golos (por equipa) numa só época do Campeonato Nacional: 123 golos em 26 jornadas (época 1946/1947) com uma média fantástica de 4.7 golos por partida.

18. O SPORTING, segundo uma reportagem da BBC, está num patamar superior ao Ajax: “O clube holandês é considerado um clube de topo na formação. Um estatuto apenas igualado pelo Sporting. Os «leões» possuem, no entanto, uma Academia mais bem apetrechada”.

19. O SPORTING é o Clube que mais jogadores cedeu à Selecção Nacional em fases finais do Campeonato do Mundo de futebol (24 no total vs 21 do Benfica e 18 do Porto).

20. O SPORTING assume a sua dimensão mundial quando olhamos para os 380 Núcleos, Filiais e Delegações espalhados pelos cinco continentes, sendo o único Clube nacional com esta presença universal e verdadeiramente global.

Deixamos de ter Nº 10?



Ontem abdicamos de um (bom) 10 e passamos a ter novamente um (mau) ala. Alguém consegue entender isto? Alguém percebe que o Vukcevik tenha ficado no banco? Alguém entende como uma equipa que ganha 1-0 consiga quase sofrer o empate nos descontos numa jogada de contra ataque com apenas 2 defesas no ultimo terço do campo e o resto da equipa toda na frente?

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O Futuro Guarda Redes da Selecção Nacional



Com todo o respeito por Eduardo que considero um excelente Guarda Redes, aposto muito neste miudo para ser a prazo o Dono da baliza da Selecção Nacional.

Acrescento que admiro imenso Rui Patricio pela fibra que demonstrou ao ultrapassar momentos turbulentos da sua carreira e soube passar por cima da total falta de apoio que teve dentro do Sporting (ler adeptos e socios)! De qualquer modo, esse infelizmente é um vector comum aos miudos saídos da Formação. Tecem-se loas á Formação, mas depois destroem-se os miudos completamente e exige-se que sejam os salvadores da patria. Os que vêm de fora é que são bons...

O jogo de quarta feira da Selecção é o melhor exemplo da auto-destruição do Sporting. É só olhar para o meio campo e ataque da equipa que entrou em campo: Moutinho, Carlos Martins e Nani (podíamos acrescentar Varela e acrescentar que não houve tempo para maltratar Ronaldo que se tem ficado mais um ano também mereceria certamente uns bons assobios).

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

OLÉ!



Sabe tão bem ganhar a estes cromos. Mesmo num jogo particular...

E sabe tão bem ver a nossa selecção jogar assim. Esta selecção, com os jogadores de ontem, teria sido uma séria candidata a ser campeã do mundo há uns meses atrás. Infelizmente nessa altura faltaram Nani e Bosingwa, lesionados, que dão outra dimensão ao nosso futebol. E faltaram também Moutinho, João Pereira e Carlos Martins porque o nosso seleccionador era quem era. Faltou ainda este Ronaldo, simplesmente fenomenal, que finalmente jogou na selecção ao nível do que faz nos clubes. E faltou o Postiga desta época...

A equipa que jogou ontem é fortíssima e se conseguirmos manter esta estrutura por 3/4 anos e enriquece-la com os miudos que estão a aparecer e a crescer (Patricio, Salomão, Andre Santos, Bebé,...) podemos fazer coisas inesqueciveis. E ontem ainda faltou Fabio Coentrão...

O que me doi mais é olhar para a equipa inicial e ver que dos 11 titulares, 6 (SEIS) jogam ou jogaram no Sporting! João Pereira, Moutinho, Carlos Martins, Nani, Ronaldo e Postiga jogaram todos de leão ao peito, sendo que dos 6 jogadores do meio campo e ataque, 4 foram formados em Alvalade e apenas um não jogou nunca no Sporting (Meireles). E ainda entraram mais tarde Patricio e Danny! Doi muito constatar isto e ver por onde andamos...

Quanto ao seleccionador, de facto é o homem certo no lugar certo. Mas confesso que lhe tenho uma certa raiva pelo que fez no Sporting. Que raio de futebol era aquele? Bolas, ele teve no Sporting Moutinho, Nani, Carlos Martins, Postiga, Varela, Patricio...Se o Sporting tivesse dirigentes que conhecessem a grandeza do Clube, Paulo Bento teria sido certamente um grande treinador, porque teria sido forçado a buscar o exito e o bom futebol como na selecção e não a refugiar-se nas desculpas dos dirigentes medíocres que lhe davam o exemplo em Alvalade!

Agora há que buscar o céu na selecção, porque a matéria prima está lá e este campeão do mundo estava perfeitamente ao nosso alcance em Julho, tívessemos nós a fortuna de ter menos lesões e um treinador capaz! Como não vale a pena chorar sobre o leite derramado, vamos agora procurar o sucesso!

Quanto ao Sporting...quando terminará o reinado destes dirigentes medíocres e incapazes?

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Multidões

Na semana passada gostei muito deste artigo de opinião do Daniel Oliveira escrito no jornal Record:

"As multidões têm comportamentos um pouco estranhos. Quando Maniche foi expulso, foi aplaudido de pé por muitos adeptos presentes na bancada central de Alvalade. Mostrando maior discernimento, acabou por pedir desculpa. Quando o jogo acabou, a bancada vaiou e mostrou lenços brancos à equipa. Confesso que às vezes fico baralhado com os sportinguistas. Aplaudem o homem que se faz expulsar e assobiam os que ficam em campo a fazer o seu trabalho?

Os protestos dirigiam-se também a Paulo Sérgio. Mentiria se dissesse que estou esmagado com o seu desempenho. O lugar em que o Sporting está fala por si. Mas, ainda assim, volto a espantar-me com os humores dos adeptos. E parece haver um padrão. Bölöni e Peseiro, que punham o Sporting a jogar futebol, sempre foram maltratados. Paulo Bento, pelo contrário, foi adorado sem ter resultados, com um futebol horrível, com os jogadores a piorarem todos os dias nas suas mãos e sem ter lançado um único jovem. Durante anos a fio era como se a massa associativa estivesse enfeitiçada com tanta tranquilidade na derrota. Depois dele, Carlos Carvalhal nem aqueceu o banco. Ainda não tinha começado a treinar e já era o culpado pelo estado em que a equipa se encontrava. Paulo Sérgio vai pelo mesmo caminho. Não chegámos ao Natal e tudo o que de mau ali continua a ele é atribuído.

Alvalade parece padecer de uma injustiça crónica. Nada de especial. As multidões nunca foram dadas à racionalidade. Mas se elas continuam a ditar as decisões do clube, sabemos o que nos espera: saltar de treinador em treinador até percebermos que o problema se senta no camarote presidencial. E mais uma vez não é de agora. Desde Roquette que nos preparamos para isto. Com aplauso geral da bancada."

Valdés - temos afinal um Nº 10?

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Já se vislumbra por entre a Bruma?



Muito se falou em Bruma e na sua renovação ou saída para Inglaterra, levado pelos piratas dos tempos modernos. Espero que este dossier seja fechado a contento das partes (Sporting e jogador) salvaguardando o interesse de ambos. E não tenho grandes duvidas que o melhor para o atleta seria mesmo ficar no Sporting e crescer. Sem pressões excessivas e esperando pela sua hora. Fazendo ao mesmo tempo um contrato compensador.

O problema, neste caso, como noutros, são todas as aves de rapina que já andam á volta do atleta, porque cheira a dinheiro. Familia, empresarios, todos devem querer algum.

Cabe ao Sporting defender os seus interesses e os do atleta, até para não se repetir algo parecido com o dossier Adien Silva. De grande esperança resgatada pelo Chelsea passou em meros 2 ou 3 anos para obscuro emprestado do Sporting...

domingo, 14 de novembro de 2010

Está a pedi-las...



Pode não se gostar da imagem, mas lá que o Presidente estava a pedi-las, estava! Este presidente do Sporting é, aliás, o caso mais infeliz de comunicação de que tenho memória! Cada vez que abre a boca, ou entra mosca ou sai disparate!

Alias, parece-me não ser caso unico dentro deste Sporting! A proposito do Euromilhões, apetece perguntar a Paulo Sergio de quantos Euromilhões necessitava para por a equipa a jogar futebol? E já agora, gostava de lhe perguntar também o que sentiria se fosse jogador e ouvisse o seu líder dizer o que disse? Entrámos já na era das desculpas? Quase apetece pedir para lhe oferecerem 3 Pinheiros pelo Natal para não ter mais desculpas. Só não peço porque a divida seria nossa e os resultados (dele) seriam provavelmente os mesmos... Já desbaratamos dinheiro suficiente no passado recente para continuarmos a brincar aos Euromilhões...

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Inovação - Carta aberta á Direcção do Sporting Clube de Portugal

Ainda a proposito da tematica do relvado natural/sintetico, tenho um pedido a fazer à Direcção do Sporting Clube de Portugal.

Meus amigos, o mundo do desporto em geral e do futebol em particular até nem é assim tão complicado. São 11 jogadores dentro dum campo, uma bola e um relvado para se jogar. Convém ter 24/25 jogadores em cada época e saber escolhe-los para a equipa ser competitiva. É assim tão complicado? Não me parece.

Não são precisos MBAs, nem formulas com integrais triplos para se gerir um clube desportivo. Também não são precisos mestrados em gestão, marketing ou comunicação. Só é preciso conhecer a actividade ou em alternativa, os meus amigos rodearem-se de pessoas que a conheçam, dado que com toda a franqueza me parece que os senhores sabem tanto de gestão desportiva como eu de cibernetica aplicada á culinária!

Os meus amigos há 20 anos que não param de inovar...Foi inovação no marketing, inovação na gestão, inovação no conceito de Clube, inovação no tratamento dos socios, inovação na gestão de recursos humanos, etc, etc, etc.

Portanto, caros amigos, se calhar já chegou a altura de pararem um bocadinho com a inovação. Smplifiquem. Acreditem que simplificar às vezes resulta. É que com tanta inovação quer-me parecer que os meus amigos já perderam completamente o Norte! Não fazem a mínima ideia de onde estão, nem para onde querem ir! E isso é grave! O pior é que nós próprios, os sportinguistas, também já não percebemos o que é que os senhores querem. Se é que querem alguma coisa... Quer-me alias parecer que voces próprios já não fazem a mínima ideia do que querem. Sabem que querem qualquer coisa, mas já não se lembram bem o quê!

Vamos combinar uma coisa? Os senhores recuam 20 anos no tempo, adaptam-se aos novos tempos e a um mundo que mudou, mas recuperam os conceitos básicos e o que não se alterou. Porque caso não tenham percebido, é isso a inovação. Podemos assentar neste acordo?

E de caminho esqueçam lá isso dos integrais triplos porque não vão construír foguetões espaciais. Aquilo que se vos pede é mesmo só para gerir um clube desportivo. Se não sabem, peçam ajuda a quem sabe!

Subscrevo-me respeitosamente,

O Sócio 7325,

José Gomes

P.S.: Recordo ainda que o futebol se joga há 100 anos por essa Europa fora em relvados. Caso não tenham ainda reparado, recordo-vos que os relvados são essencialmente constituídos por relva. Natural! Eu sei que essa relva é um bocado diferente da relva dos pastos. Como aparentemente não sabem muito do assunto e parece que não tiveram o cuidado de se aconselharem antes de construir o novo estádio, recomendo também aqui que consultem quem saiba do assunto e se deixem de invenções parvas. Pode ser?

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Noite de S.João para Além do Muro do meu Quintal

Noite de S.João para além do Muro do meu Quintal
Do lado de cá, eu sem noite de S.João.
Porque há S.João onde o festejam.
Para mim há uma sombra de luz de fogueiras na noite,
Um ruído de gargalhadas, os baques dos saltos.
E um grito casual de quem não sabe que eu existo.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Venha o Professor Neca!



Está aberto o debate para a escolha do treinador 2011/12, até porque esta época acabou.

Nesta santíssima luta encabeçada pelo Sr. Dr. José Eduardo Bettencourt, que se segue a outros brilhantes dirigentes dos ultimos 15 anos e que visa como objectivo final a destruição do Sporting Clube de Portugal ou pelo menos a sua redução a um clube de bairro, sugiro humildemente o nome do grande Professor Neca para próximno treinador da equipa de futebol. É muito popular no bairro dele, está habituado a perder, não vai atrever-se a pedir jogadores que não venham do Sacavenence ou do Aves e em termos de qualidade até está uns patamares acima da dos dirigentes do Sporting, tudo qualidades muito apreciadas nos corredores do poder em Alvalade. E consta que até tem um pinhal de grande qualidade, donde podemos cortar dois ou tres pinheirinhos para trazer para Alvalade!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Zero Vezes Zero

Zero vezes zero é exactamente o que a equipa do Sporting mostrou hoje na Belgica. Zero de cerebro, zero de organização, zero de concentração, quase zero de talento! No fundo, tivemos 11 baratas tontas dentro dum campo às biqueiradas numa bola ou a correr sem nexo atras de 11 belgas e aparentados. Espero que ao menos os nossos amigos tenham aproveitado a viagem para comer bem, passear muito e conhecer bem a cidade onde foram jogar!

Podíamos estar agora completamente voltados para o campeonato e esquecer a Liga Europa até Fevereiro! Com esta brincadeira, vamos ter de pensar em jogar com a primeira equipa contra o Lille (o empate assegura praticamente o primeiro lugar no Grupo) e não vamos poder para já focar as atenções no campeonato como seria desejavel, até porque vêm aí Guimarães e Porto, numa fase crucial para não descolarmos mais dos primeiros. As brincadeiras e viagens de turismo dão nisto!

Mesmo perante resultados piores, poucas vezes me irritou tanto uma exibição do Sporting como hoje!

Desta vez concordo com Paulo Bento!

"– O Sporting vai avançar para um relvado sintético. Isso pode afastar Alvalade das suas escolhas para jogos da seleção?

PB – Teremos que analisar no momento próprio, mas o mais provável é que as opções passem por campos de relva natural. Pessoalmente, gosto mais e se fizermos uma sondagem ao universo do futebol, tenho a certeza de que a esmagadora maioria apontará também nesse sentido. Creio, ao contrário do que se diz, que no futuro o futebol irá continuar a ser jogado em relva natural. No entanto, em função de um problema para o qual não se encontrou solução durante vários anos poderá levar o Sporting a tomar essa medida."

In Record online, 2010/11/04

Desta vez estou em total sintonia com Paulo Bento! Para mim futebol também é sinónimo de relva natural. Independentemente das questões tecnicas e até de ser possivel chegar-se a uma solução satisfatória com o sintético!

O que eu peço é para se esgotarem as soluções todas relativamente á relva natural antes de se optar pelo sintético. Apenas e só isso!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Jornais

No dia 29 de Outubro de 2010 a capa do jornal A Bola dizia:

"Gostava de acabar no Sporting" , Cristiano Ronaldo

Muitos sportinguistas terão então olhado para o aquele jornal nas bancas e desde logo sentiram o coração aos saltos. Muitos até o compraram, como eu. Esperava duas coisas: ler uma entrevista com o Ronaldo e sentir o orgulho proveniente daquele título. O melhor jogador do mundo queria acabar a sua carreia no Sporting!

Primeira surpresa foi ver que afinal não era bem uma entrevista. Eram duas páginas do jornal, com bastantes foto e com algumas caixas onde de facto eram transcritas algumas ideias do jogador. Bom... ainda tenho a segunda expectativa, que era a mais importante.

Comecei a ler e deparei-me com:
"
... Mas a pergunta sobre qual camisola que envergará quando chegar a hora de as pendurar apanhou o internacional português desprevenido, ao ponto de não soltar a resposta pronta que agora adota a quase todas as perguntas que lhe colocam. O craque do Real Madrid sorriu e não escondeu a costela leonina que ainda o faz vibrar com jogos do Sporting.
" Acabar em Portugal? Se calhar quando for carcaça volto a Portugal...", começou por dizer, para em seguida apontar o seu destino de eleição quando essa hora chegar: "No Sporting? É claro que gostaca de acabar no Sporting, pois é um clube com que simpatizo bastante. Mas,sinceramente, ainda não pensei muito nisso."
"

Acabei de ler isto, e reli novamente. Afinal não era bem aquilo que os sportinguistas tinham sentido quando leram a capa. Mais uma vez!

Quanto ao Ronaldo, duvido que ele tenha essa vontade. Amor ao clube só nos sócios e adeptos. Nos jogadores já não existe.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Relvado sintetico - Opinião Pessoal

Já aqui falei do relvado de Alvalade e dos seus problemas recorrentes.
Mesmo admitindo que existiu um erro de projecto (pelos vistos ninguém se lembrou que num estadio de futebol se joga...futebol...e que para jogar futebol convém haver relva) de dificil resolução, não acredito que não exista uma solução técnica que não passe por colocar um relvado sintético.

Futebol num relvado sintético é como comida sem sal. Até dá um certo gozo quando jogamos num campo sintetico, mas como espectador não me vejo num estádio a ver um jogo em relva artificial!

Já nos tiraram tanta coisa, não nos tirem também a relva.

Por favor, mantenham a relva em Alvalade!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A rábula dos dias e horas dos jogos...

A respeito dos dias e horas dos jogos de campeonato que se seguem aos da Liga Europa parece existir alguma descordenação interna no Sporting. O Treinador diz uma coisa, a Liga diz outra e não se percebe bem o papel do director desportivo em tudo isto.

Das duas uma, ou o treinador não tem razão e não devia vir para conferencias de imprensa falar nesse assunto, que seria clarificado internamente ou até tem razão e os dirigentes calam-se e acobardam-se mais uma vez para não fazer frente aos superiores interesses de terceiros.

De qualquer modo, há uma coisa que me faz confusão. Se o treinador não tem razão e a Liga regulamentou esta questão, com as equipas que jogam fora a jogarem segunda após os jogos de quinta, então porque é que jogamos fora num domingo, na Luz, após o jogo da Liga Europa? Pelos regulamentos (implicitos?) deveríamos ter jogado segunda. Ou não é assim?

Algém tem coisas para explicar a este respeito...

Outra questão que me parece importante colocar em cima da mesa é o equilibrio entre os interesses das televisões e o dos clubes, neste caso os do Sporting, que mais uma vez parece ser o patinho feio destas coisas, sempre comido pelo interesse dos outros. E não falo só na questão desportiva relacionada com os tempos de descanso. Domingo vimos um estadio quase cheio com um jogo ás 18H15. Não o estaria certamente se o jogo fosse ás oito.

Quem paga (televisões) tem certamente interesses a defender e isso é legitimo. Mas tem de haver um equilibrio entre os interesses de negócio e os desportivos e de defesa do Clube. Parece-me que esse ponto de equilibrio está longe de ser alcançado e seria importante pensar sobre esta questão. A não ser que o balanço de forças de alguns accionistas dentro da SAD do Sporting seja diferente daquilo que nós de fora imaginamos...

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Um Publico Fantastico!

Do jogo de domingo retive o aspecto mais importante. Nas bancadas esteve um publico fantastico! Enorme, em termos de quantidade e qualidade. Em termos de quantidade porque a situação actual do nosso futebol e até do nosso Clube á partida afastaria as pessoas do estádio!

Esse publico numeroso deu um apoio tremendo até ao ultimo segundo do jogo, mesmo que a equipa não tenha retribuído com um futebol á altura do apoio que recebeu! A vitória deveu-se muito à força que veio das bancadas!

Isto só prova é que sejam os jogos a horas decentes e os preços razoaveis e as pessoas vão. Que alguém saiba tirar as ilações necessárias...

Não posso deixar de concluir com um lamento. Houve pessoas que entraram no estadio á beirinha do intervalo. Quando entrei no estádio, tinha o jogo acabado de começar, passei por filas quilometricas a caminho das bilheteiras, a andarem a passo de caracol. As pessoas querem ir, mas pelos vistos os dirigentes não têm vontade de as ter lá...

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Um Sporting...para a Europa?



Este Sporting parece outro na Europa. Ou serão as equipas da Liga Europa que se fecham menos e não exploram as debilidades da equipa?

Não é que a equipa jogue muito mais na Europa do que tem jogado na Liga caseira, mas parece que as bolas entram com outra facilidade. Será resultado de existir menos pressão em cima dos jogadores? Na Liga Europa os pinheiros não fazem falta porque os terrenos são bem mais planos. Por falar em terrenos, aquela relva de Alvalade é de facto uma lastima...Jogadores a levantarem quilos de terra quando chutam é o que menos falta!

Ontem, os 5-1 podiam ter sido bem mais se na segunda parte não voltasse aquela nossa veia de falhar golos que nos tem acompanhado esta época. De qualquer modo é um bom resultado e somos de longe a equipa mais realizadora de todos os grupos da Liga Europa (12 golos contra 9 da segunda equipa mais realizadora, o Zenit).Era bom ganhar agora na Belgica para se poder fazer a gestão do plantel nos 2 ultimos jogos do Grupo, já com o apuramento conseguido e provavelmente com o 1º lugar do Grupo garantido!

Aguardo com ansiedade o regresso de Pedro Mendes porque me parece que com ele a equipa ganhará outra dimensão. Parece-me também que Evaldo tem crescido e que com Salomão a equipa é bem melhor! Deixem jogar o miudo! Que está a melhorar de jogo para jogo, mesmo que os indices fisicos ainda deixem a desejar! Postiga também está cada vez melhor, mesmo que continue a falhar golos. Mas consegue abrir espaços como outros não fazem...E Liedson veio bem melhor do banco (que lhe fez bem) prometendo muito para o futuro próximo.

De negativo, saliento o Guarda Redes, que só fez uma defesa, mesmo no fim do jogo, mas deu uma frangalhada monumental (acontece a todos) que deixou o treinador em situação dificil depois das declarações estupidas sobre Patricio. Saliento também Torsiglieri e Zapater. Em relação ao primeiro, o minimo que posso dizer é que espero que valha mais, porque fazer pior era dificil. Péssimo posicionamento, muita ingenuidade, pessimops passes, enormes espaços concedidos. Deve valer mais que aquilo, porque custou tres milhões e meio...

Agora vamos ver se finalmente descolamos no campeonato para jogos como os da Liga Europa ou se voltamos ao mesmo...Espero que finalmente este jogo seja o trampolim para fazermos melhor...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O último golo do Pelé



Para quem gosta de futebol...

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Big Mal




Malcom Allison, um nome que ficou gravado na minha memória. Tinha 12 anos e vi pela terceira vez o Sporting ser campeão. Não tenho memória do primeiro campeonato porque era muito pequeno, mas ficaram-se gravados no memória os 2 seguintes. O de 79/80 com Rodrigues Dias/ Fernando Mendes (o professor foi despedido ainda na primeira volta depois de perder na Luz) e o de 81/82 com o Big Mal! Ainda hoje me revejo nos jogos finais de Alvalade com o União de leiria (3-0) e com o Rio Ave (7-1). Deste jogo, retenho na memória Meszaros a agarrar a bola num centro apenas com uma mão. Relembro com saudade o velhinho Alvalade ainda com o peão (não ganhamos um unico campeonato depois de se construir a bancada nova do saudoso Alvalade) cheio que nem um ovo!

Lembro-me bem do campeonato (e taça) ganhos pelo Big Mal. Começamos mal (empate 2-2 com o Belém de Artur Jorge em casa, num jogo em que Manuel Fernandes foi expulso - curiosamente o Belenenses desceu de divisão pela 1ª Vez na sua história no fim desse campeonato) mas acabamos bem, sendo demolidores fora e perdendo bastantes pontos em casa. Marcavamos muitos golos, o que não admirava porque na frente jogavam Manuel Fernandes, Jordão e Oliveira! Lembro-me da vitória em Inglaterra frente ao Southampton e até do restaurante onde estava com o rádio colado ao ouvido a ouvir o relato desse jogo, para desespero do meu pai. Lembro-me da eliminatória perdida estupidamente frente ao Neuxatel Xamax, uma equipa claramente inferior (anos depois repetir-se-ia a maldição com um tal de Casino Salzburgo). Lembro-me do absoluto espanto e revolta que senti quandfo o Big Mal foi despedido depois de ter feito a dobradinha (mais uma estupidez à Sporting). Lembro-me da figura tipica que era este treinador, bonacheirão, mas campeão!

E lembro-me de Big Mal ter dito logo apóps o despedimento que era uma estupidez porque ele ia fazer do Sporting Campeão Europeu na época seguinte (e acredito que tinha sido possivel...)! João Rocha no entanto fez tudo para isso não acontecer. Primeiro despedindo o treinador e depois fazendo a equipa seguir uns meses depois para San Sebastian de autocarro no dia do jogo na 2ª mão dos 1/4 final (tínhamos ganho 1-0 em Lisboa). O Sporting virou as costas não só a Big mal como ao seu destino vencedor! Como tem feito tantas outras vezes nas ultimas 3 décadas!

Bem hajas, Big mal! Nós não te esquecemos!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Tenham vergonha!

Factos importantes do Relatório e Contas 2009/2010 do Sporting Clube de Portugal:

1. Resultado do exercício = -3.675 milhares de euros. O ano passado já tinha sido -3.283 milhares de euros.

2. As contas, além de não reflectirem o total das dívidas do Grupo Sporting, englobam uma parcela da SAD, que segundo a KPMG está valorizada ao custo histórico. Fosse ela valorizada ao valor actual e o Resultado do exercicio seria 24,5 milhões de euros pior e o capital próprio passaria a ter um valor negativo (para lá dos 100 milhões de euros)

3. O passivo do SCP é de 226 milhões de euros. A SAD tem um passivo de 173 milhões de euros.

Posto isto, e tendo em conta os resultados desportivos dos últimos anos, seria de esperar alguma contestação, algo que veio a acontecer.

No entanto, a oposição, salvo raras excepções, continua a insistir no pedido de auditorias quando na prática elas já existem e já mostram o descalabro financeiro que resulta da gestão nesta última década. E continua a não ter uma cara forte, que consiga utilizar estes argumentos económicos completamente indesmentiveis de uma forma lógica e racional. A oposição insiste em falar do Benfica, do Porto, da Federação, e parte dela, em chamar nomes e em agredir pessoas.

Voltando à dita maioria, ano após ano, continuam a ignorar os relatórios de auditoria (BDO e agora a KPMG) onde está dito, palavra por palavra, que a continuidade do clube depende do sucesso de operações futuras ou do suporte financeiro proveniente dos sócios ou ainda da obtenção e crédito provenientes de instituições de crédito.

Ao mesmo tempo, continuamos insistentemente a ouvir da Direcção e das altas patentes do clube a mesma insinuação que no mínimo é ridicula. O exemplo, que ilustra bem este tipo de insinuações, vem mais uma vez do cronista do Record, Bernardo Ribeiro, que diz o seguinte no jornal Record de 5ª feira:

"Um dos principais problemas do clube de Alvalade nos últimos anos é uma oposição profissional que não descansa enquanto não chegar ao poder, recorrendo a todos os métodos que forem necessários para triunfar. E pelo que se viu na AG os apoios estão a crescer. Porquê? Nos últimos anos os leões não souberam comunicar o que estavam a fazer, os próprios dirigentes não souberam valorizar os muitos títulos conquistados, por exemplo, com Paulo Bento, e continuam a apontar para o título como se batessem com as mesmas armas dos outros."

Quer dizer então que:
1. Estar na bancarrota
2. Ter atingido o limite de financiamento bancário
3. Apresentar resultados de exploração consequentemente negativos
4. Estarmos dependentes da Champions League e da venda de jogadores para poder ter resultados perto do 0
5. Não ganhármos o campeonato há 8 anos
6. Estármos em 10ºlugar do campeonato, com uma equipa que não é minimamente competitiva
7. Simultaneamente a todos estes factos, termos um presidente que fez parte da maior parte das administrações da última década,
não é o problema do Sporting.

O problema real do Sporting, conforme o que diz este senhor e muitos dos que estão no poder, somos nós. Nós que não aceitamos este estado de coisas e tentamos exigir competência e transparência.
A quem se defende com este tipo de teorias ridiculas, eu digo: Tenham vergonha! e já agora repensem bem o vosso sportinguismo!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Uma Assembleia Geral muito confusa

Acabadinho de chegar de Alvalade, escrevo ainda a quente. Foi uma noite muito confusa, é o minimo que posso dizer.

A Assembleia até começou de forma ordeira (exceptuam-se aqui alguns actos isolados de falta de civismo, mas que infelizmente são quase inevitaveis neste contexto e conhecendo-se o historico das AGs leoninas) e assim decorreu até à votação do Relatório e Contas. Após a votação e quando começaram as intervenções fora da Ordem de Trabalhos, de repente instalou-se a confusão. Não sei explicar o que aconteceu porque tudo começou numa zona bastante distante do local onde eu estava, mas ao contrario que a Comunicação Social noticia, a confusão que se instalou e perturbou os trabalhos daí para a frente nasceu de actos isolados e localizados. Começou também a partir aí e noutras zonas o caos gerado por pequenos grupos organizados que quase pareciam instruídos para gerar o conflito...

Muito triste, mas infelizmente não é nada de novo...

Quanto ao Relatório, foi aprovado com 59% de votos a favor e 37% de votos contra. Penso que nunca um RC do Sporting terá tido tantos votos contra...E quem leu o relatório percebe porque. Da pura fantasia gerada até á página 97 passamos à amarga realidade nas páginas 100, 101 e 102 em que está vertido o relatório da KPMG. Os pontos 8, 9 e 12 merecem ser lidos com toda a atenção, destacando-se com especial enfase o final do ponto 12.1. Não vale a pena vender paraísos cor de rosa quando a crueza dos numeros fala por si. Ou se calhar até vale, atendendo aos resultados da votação...

Durante a votação, confesso que achei que o RC ia ser chumbado. Na mesa onde votei, tinha 6 pessoas á minha frente e vi 6 votos contra. Desta vez fiquei mesmo curioso em saber o resultado nominal da votação, porque estou curioso por saber quantos socios votaram a favor e quantos votaram contra, ou seja se a a maioria dos votos traduz a maioria das cabeças. Vou aguardar pela Publicação dos resultados no Jornal do Sporting! Não que isso mude o que está nos estatutos e deve e tem de ser respeitado, mas é importante saber qual é o sentir do universo leonino, independentemente do resultado da votação.

Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal

Está marcada para hoje, 13 Outubro, a Assembleia Geral do Sporting, a realizar no Multidesportivo do Clube, no Estádio José Alvalade e destinada a aprovar o relatório e contas do último exercício.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Novamente as SADs

Ainda a proposito das SADs e tendo e conta o cometário deixado pelo caro Dezperado em post mais abaixo, vou tentar sintetizar a resposta ás 3 questões deixadas pelo nosso consorcio e que me parecem pertinentes:

"Será o futebol, um negocio que gera lucros???

Será que nosso país, algum clube consegue sobreviver sem ajudas de capitais alheios?

Será que se não tivessemos criado a SAD, estariamos numa melhor posição financeira?"


Quanto á primeira questão, claramente não, isto é, em Portugal dificilmente esta actividade gerará lucros directos a quem investe. Mesmo em países com Clubes mais poderosos (Real Madrid, Barcelona, Chelsea, MU, Bayern Muchen,...) tenho muitas duvidas...A unica maneira de os clubes portugueses se manterem equilibrados é através da rentabilização dos activos desportivos (passes de jogadores) com obtenção de receitas extraordinarias. Se não for assim, batatas, vão ter mesmo de reduzir bastante as despesas ... O facto de a actividade não ser lucrativa leva-me a desconfiar do interesse dos investidores neste negócio. O que pretendem? Lucros directos, não será certamente. Ninguém vem buscar dividendos a uma SAD nem espera que o valor das acções suba exponencialmente... Sendo assim, qual é o interesse dos investidores? Eu tenho algumas respostas para isso, mas são pessoais e não as vou colocar aqui. Cada um tirará as suas conclusões e terá as suas respostas!

Quanto á segunda questão, eu atrevo-me a dizer que infelizmente não são só os clubes...Ninguém neste País parece conseguir viver sem recorrer aos capitais alheios. Por isso estamos como estamos. Quem me dera que isto só acontecesse com os Clubes. Parece-me bem que o País vai ter de se habituar a viver de outra maneira. E não apenas os clubes e as SADs!

Já a resposta á terceira questão me parece mais complexa. Confesso que não sei responder. A resposta a essa questão será mais ou menos como ler as linhas da mão para prever o futuro. Neste caso particular, para prever o que teria sido o passado...Não sei...A actividade futebol mudou muito nos ultimos anos e os valores em jogo subiram exponencialmente. Mas há uma coisa que me parece evidente. O advento das SADs não nos trouxe mais controlo, mais transparencia ou melhores gestores. Nem sequer preocupação pelo endividamente crescente. Aquilo a que temos assistido nos ultimos anos não passa da classica fuga para a frente. Até chegarmos á parede (precipicio?)! Teria sido diferente sem as SADs? Não sei!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Parabéns ao Novo Seleccionador



É da mais elementar justiça dar os Parabéns ao novo Seleccionador Nacional Paulo Bento, pelo resultado alcançado sexta feira frente á Dinamarca e que nos recoloca na corrida para o Euro 2012, se bem que ainda numa posição fragil, mas aí a culpa terá de ser assacada por inteiro á Direcção da FPF.

Não deixo de ter a mesma opinião sobre Paulo Bento treinador do Sporting que já aqui exprimi por inumeras vezes mas acho que Bento seleccionador tem todas as condições para ter sucesso. E também acho que Paulo Bento pode vir a ser um excelente treinador apesar de manter a minha opinião que falhou no Sporting. De qualquer modo os erros servem para aprendermos a a maneira como Paulo Bento abordou este novo desafio parece confirmar esta opinião.

O maior mérito de Paulo Bento esteve em não inventar e em cultivar uma relação diferente com os jogadores que estou convencido nem poderem já ouvir o nome de Queiroz sem sentirem arrepios. Além disso, foi humilde, cultivando o espirito de equipa!

O futebol exibido foi muito acitavel, excepção feita á primeira meia hora em que as equipas encaixaram muito uma na outra e em que Portugal não conseguiu criar grandes desiquilibrios. De qualquer modo sentia-se que Portugal com mais ou menos dificuldades chegaria ao golo. Foi pena não termos conseguido fazer o terceiro golo mais cedo porque escusavamos de ter sofrido sem necessidade...De qualquer modo, se antes o azar nos bateu á porta por algumas vezes, a sorte acabou por sorriu-nos ao conseguirmos fazer o terceiro golo poucos minutos depois do golo da Dinamarca e quando os nervos começavam a tomar conta da equipa. Mas a sorte protege os vencedores!E também os audazes!

Desejo que amanhã a senda de vitórias continue na Islandia porque seria dramatico para o futebol portugues ficar fora do Europeu. Relembro que na ultima decada não falhamos nenhuma grande competição internacional e era bom continuar na mesma senda!

Desejando os maiores sucessos a Paulo Bento e exprimindo de novo que me parece poder vir a ser um treinador de sucesso, não posso deixar de notar 2 coisas:

- Onde esteve o losango na sexta feira?

- Da defesa para a frente, Portugal apresentou, dos 6 jogadores titulares em campo metade (3) que estiveram com Paulo Bento nos primeiros 2 anos de Sporting: Moutinho, Martins e Nani! E no banco esteve um quarto elemento que acabou por também entrar no jogo e que Bento não quiz porque não cabia no losango: Varela! Afinal, onde cabe aqui a teoria dos orçamentos? Não eram bons no Sporting mas são jogadores de selecção? E ainda faltou Veloso, que também podia ter jogado!

Uma ultima palavra para Postiga. Está em crescimento e mereceu a chamada á selecção e o ter sido eleito para entrar no jogo ao minuto 70. Se os socios do Sporting lhe derem confiança podem vir muitas coisas boas dali!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

O Sporting e a SAD

Penso que o tema da SAD a das relações entre esta sociedade e o Sporting Clube de Portugal nunca terá estado tão quente e actual como agora, que se concretizou a passagem da Academia para a Sociedade Anónima Desportiva.

Sendo assim e a este respeito, penso que é bom fazer um balanço do passado próximo e do que podemos esperar do futuro próximo.

1 - Modelo

O modelo das SADs terá sido pensado tendo em conta as várias irregularidades (desde logo ao nível dos salarios e impostos) e amadorismo que a Gestão dos Clubes Desportivos com actividade no futebol denotavam até á decada de oitenta. O Sporting foi impulsionador desse modelo através da intervenção de José Roquete que prometia trazer uma lufada de ar fresco a esta actividade.

2 - Resultados

Cerca de vinte anos depois da implementação do modelo, os resultados da sua implementação são no mínimo decepcionantes. Enormes passivos dos clubes em geral, gestões ainda mais medíocres que as dos "carolas" anteriores, manutenção e aumento das "ligações perigosas", fumos de corrupção e níveis de conflitualidade...

Neste cenário assustador, apenas os media, com impacto na televisão (principalmente a paga) e os empresarios de jogadores parecem ter ficado a ganhar... O futebol de facto transformou-se num negocio e cada vez tem menos caracter desportivo, ludico e apaixonante. De qualquer modo, estas consequencias parecem decorrer mais da envolvente exterior da evolução do futebol a nível global que da implementação das SADs em si, apesar de na minha opinião este factor também ter ajudado.

Aquilo a que assistimos hoje é à falencia técnica da grande maioria das SADs, contexto no qual a aflitiva situação do Sporting assume contornos de especial gravidade!

Assistimos também a um desligar das pessoas em relação ao fenómeno futebol, com especial incidencia nas gerações mais novas. O mundo mudou, as formulas de entretenimento também, o que ajuda a explicar a "fuga" de apaixonados pelo fenómeno, mas mais uma vez acho que o desligar da válvula da paixão que são as SADs ajuda e muita a explicar este afastamento. Mais uma vez, destaco em relação a este ponto a situação do Sporting, preocupante tanto ao nível de sócios efectivos remanescentes como de espectadores no Estadio Alvalade XXI!

Há caminho de retorno no caso do Sporting? Penso que sim! Aquilo que aconteceu na noite mágica da conquista do campeonato 99/2000 dá-me fé para acreditar que mudem as coisas no CLUBE e muitos dos que se afastaram voltarão. Nenhum Clube em Portugal conseguiu fazer aquilo que nós fizemos nessa noite, que fica guardada na minha memória como a maré verde que correu todo um país de Norte a Sul e até muitas cidades além fronteiras!

Ganhar desportivamente será muito importante para que as pessos voltem, mas na minha opinião será necessário mais que isso!

3 - Análise dos Resultados da Implementação das SADs

A falencia das SADs resulta do modelo em si, da sua implementação ou da mudança do contexto que ocorreu no mesmo período (desregulamentação de transferencias a nível global, subida do valor dos passes dos jogadores, subida de salarios)? Provavelmente resultará de todos estes factores conjugados e é dificil dizer qual contribuiu mais.

De qualquer modo, há uma consequecia da implementação do modelo que me leva a afirmar que a sua filosofia falhou. A qualidade dos dirigentes actuis em relação aos "carolas" não melhorou, antes pelo contrário. A maioria dos "carolas" (excepções: Jorge Gonçalves, Jorge de Brito) revelava uma preocupação pelas contas e pelas dividas dos clubes que hoje não vemos nos gestores profissionais. E isso é preocupante... Talvez porque os "carolas" respondiam pelo seu bom nome e eram apontados a dedo quando as coisas falhavam. Hoje, os gestores profissionais acabam por não ser responsabilizados por nada e quando as coisas correm mal encolhem os ombros e apontam uma série de desculpas para os fracassos sem que nada de anormal pareça ter acontecido!

O Estado Portugues (Governos Nacionais e Regionais e Autarquias) também ajudam á festa nesta desresponsabilização com actuações criminosas em relação a alguns Clubes (leia-se por exemplo Benfica, mas não só...também podíamos falar no centro de estágio do FCP e Torre das Antas ou no Marítimo) tapando buracos com ajudas pornograficas e indecorosas.

4 - As SADs devem ser extintas?

Não me parece possivel ir por este caminho. Até porque a legislação não o permite sem graves penalizações desportivas e financeiras ( a título de exemplo, se o sporting abdicasse da sua SAD cairia imediatamente para a II Divisão B, dado que a entidade inscrita nos campeonatos profissionais desaparecia)!

Também não ficou provado que o mal esteja nas SADs em si e não no modo como foram implementadas e são dirigidas.

5 - Os Clubes devem ser maioritarios nas SADs?

Aqui atrevo-me a dizer perentoriamente que sim. Desde que os socios dos clubes saibam ser exigentes e escolher bem os dirigentes dos mesmos para terem voz activa e responsavel na Sociedade.

Digo que sim por paixão (não me sinto ligado ao que não é meu) mas também pela razão. Ouço muitas vezes o argumento de que nenhum accionista lucido aposta numa empresa para a destruir. O que é claramente mentira. Conhecemos todos muitas aquisições em que as razões implicitas da compra têm a ver com a tomada de activos, de um lugar no mercado por interessados no negócio (não necessariamente concorrentes directos) ou até com outros interesses e não com o crescimento da empresa em si. Alguém tem duvidas que se a TAP for comprada pela IBERIA desaparece em meia duzia de anos? No meu caso pessoal já trabalhei numa empresa que anos depois foi comprada por uma concorrente (no caso nalguns ramos de negocio) que lhe tomou os activos (a sua Sede funciona no local onde existia a Sede da empresa comprada) e a fechou menos de um ano depois.

Por tudo isto, atrevo-me a dizer que se o Sorting permitir que accionistas externos tomem de assalto a sua SAD terá necessariamente o seu futuro a curto/ médio prazo comprometido! Não esperem que venha um Abramovich. Poderá, isso sim, vir um Joaquim Oliveira!

E com o que atras está escrito não assumo que o Sporting (leia-se Sporting futebol) desapareça. Outros perigos existem. E eu nem gosto nada de wrestlig...

6 - O Futuro do Sporting

O futuro será o que nós quizermos. Necessariamente com a SAD. Mas com o Clube a controlar ou não a SAD.

Com dirigentes responsaveis que nos prestem contas, dominem as contas, se preocupem com o passivo e tenham uma estrategia para o crescimento desportivo e controlo ferreo das finanças. Ou sem esses dirigentes!

Com o dominio do negocio futebol. Ou sem ele!

Com socios e paixão. Ou sem Socios e Paixão!

A escolha é Nossa!

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Simplesmente chocante!

Quando passei os olhos esta manhã pela blogosfera, deparei-me a Norte de Alvalade com este post, transcrevendo uma entrevista de Bento Valente á Academia de Talentos em que o tema é a Formação do Sporting.

Catorze anos durou a ligação de Bento Valente ao Sporting Clube de Portugal e, durante esse longo período, foi o braço direito de Aurélio Pereira no departamento de futebol juvenil dos leões. Saído recentemente para exercer funções no Manchester City, dá agora esta entrevista que merece ser lida. Mesmo que com muita angustia e revolta!

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Dizer o quê?

Depois do resultado de ontem em Aveiro confesso que já nem sei o que escrever...

Incompetencia? Falta de cabeça? Falta de serenidade? Falta de sorte? Se calhar a realidade de hoje do futebol do Sporting passa por todos estes factores conjugados... Ontem houve futebol em grande parte do jogo, mas...não houve golos, não existiu tranquilidade, faltou o resultado...

Confesso que não me apetece dizer mais nada...estou chateado! E com medo do futuro!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Da fome á fartura...

E de repente...5-0 nos pobres dos bulgaros que foram totalmente bulgarizados! Não há fome que não dê em fartura! Espera-se é que não se tenha comigo demais e se esteja ainda de estomago cheio segunda feira em Aveiro!

Na minha opinião o Sporting fez um jogo bem conseguido, mesmo tendo em conta as fragilidades demonstradas por este Levsky de Sofia! De qualquer modo a este respeito, saliente-se que o FCP teve algumas dificuldades para derrotar o CSKA, do mesmo campeonato e que está bem atras deste Levsky no campeonato bulgaro.

Verdade seja dita, não foi preciso fazer-se um jogo do outro mundo para ganharmos tranquilamente, mas gosto muito mais da equipa no formato de ontem. O jogo fica muito mais esticado para as alas e quem joga no meio acaba por ter muito mais espaço porque o adversario não se concentra tanto no meio a defender. Para alem disso, João Pereira e Evaldo (principalmente este) entram muito mais em jogo assim (ontem João pereira até acabou por ser algo ofuscado por Vukcevik).

O dimela é: Salomão deve ou não jogar? Está ou não preparado para jogar? Para mim, deve. É um facto que está verde, é um facto que ontem rebentou muito cedo fisicamente, mas deve jogar. Por dois motivos: só assim crece e evolui e por outro lado só com ele a equipa consegue esticar o jogo, mesmo que ele ainda não responda muitas vezes á altura. Não temos mais jogadores para aquela posição se queizermos jogar assim (talvez só Djaló, mas como no anuncio, não é a mesma coisa)!

Vamos também esperar que Vuk mantenha o nível dos dois ultimos jogos. Eu, que nunca gostei muito dele, estou a ficar doido com este novo Vukcevik!

E na frente, quem deve jogar? Depois de ver o jogo de ontem, manteria a aposta em Postiga. Falha golos, é verdade, mas dá muito jogo, tabela com facilidade e abre espaços!

Uma ultima palavra para os bravos de Avalade. Somos poucos, mas bons! Ontem fomos 15 mil! Aqueles que estão, nos bons e nos maus momentos. Nós sim, que estivemos lá, estamos de parabéns!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Quiseram, aí têm

Num dia em que a reduçao de custos está na ordem do dia , regresso finalmente aos posts no Rugido para escrever sobre algo de extrema importancia: o Relatório e contas de 2009/2010.

Para quem não sabe este documento é público e está acessível a todos no site da CMVM.
E importa dizer que as contas da SAD são uma parte importante das contas do Grupo Sporting, mas não são a totalidade das contas. A outra parte, não pública, será certamente uma realidade bem pior (se é que é possível).

Por partes:

1. Proveitos operacionais : 34,2 milhões de euros (-12,6 do que no ano anterior)

Nas receitas correntes há uma diminuição 3,5 milhões de euros fruto essencialmente das consequências do nosso mau futebol (menos bilhetes, menos lugares cativos, menos jogos na uefa, menos receitas televisivas). Nas receitas não correntes há uma diminuição de 9 milhões de euros, essencialmente devido à não participação na liga dos campeões. Por este andar, estas receitas não voltam tão cedo.

2. Custos operacionais sem amortizações e vendas de jogadores: 41,4 milhões de euros (-2,6 do que no ano anterior)

Menos custos com gasto de pessoal e nos FSE's. Houve sem dúvida um esforço de contenção. Mas mesmo sem considerar as amortizações dos passes dos jogadores e os resultados com vendas de jogadores, já temos um resultado operacional negativo, ou seja, as nossas receitas já não cobrem os custos.

3. Amortizações com passes e resultados de vendas de jogadores : -14,7 milhões de euros (-2,5 que no ano anterior)

Este valor resulta da aquisição de jogadores. É como o valor gasto nas aquisições de Matias Fernandez, João Pereira, Evaldo e Pongolle entra nas nossas contas. Aqui não entraram ainda as vendas do Moutinho e Veloso, bem como as compras do Valdez, Zapater e Nuno Coelho.
Se o resultado operacional já era negativo, agora ficou para lá do aceitável!

4. Resultado operacional : -21,9 milhões de euros!

5. A isto há que juntar os custos financeiros com a dívida bancária : + 2,9 milhões de euros de custo

6. Resultado final : -26,5 milhões de euros que transformam os nossos capitais próprios em -42,4 milhões de euros. Ou seja, o nosso activo é 42,4 milhões de euros inferior ao nosso passivo. Ou seja, o que temos à data de 30 de Junho de 2010, é 42,4 milhões de euros inferior ao que devemos.

Conclusão: Estamos num caminho que terá um fim inevitável. A minha esperança não resistiu. Infelizmente, a performance desta administração está igual ou pior às anteriores, da qual o nosso presidente já fazia parte. Foi isto que os sócios quiseram, é isto que têm.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Divulgação de Mail recebido relativo a Concentração para Hoje

Passo a divulgar o conteudo de mail que recebi relativo a concentração marcada para hoje no Estádio de Alvalade. Concorde-se ou não com este tipo de manifestação, uma coisa é certa: as coisas não podem continuar assim e quem tem o poder tem de perceber que não são admissiveis tantos erros em tão poco espaço de tempo.

Muito menos é admissivel um prejuízo de 26 Milhões de Euros no exercício anual duma SAD que desportivamente é quase zero. Para onde foi o dinheiro? Evaporou-se?

Passo então a divulgar o mail recebido sem mais comentários:





Sportinguistas,


No próximo dia 29 de Setembro ( 4ª feira - 18:00 ) realiza-se no Hall VIP do Estádio de Alvalade a AG da SAD do Sporting, por isso estamos todos convocados para ir ao Estádio de Alvalade fazer ouvir a nossa indignação!

O Sporting merece o nosso sacrifício pois nesta altura é mais importante mudar o status-quo e lutar por isso do que ir ao Estádio apoiar a equipa e fingir que está tudo bem - como até aqui temos feito – contribuindo dessa forma para que os incompetentes continuem a destruir o nosso clube mesmo em frente aos nossos olhos.

Divulguem! Passem a palavra! Apareçam!


PORQUE O SPORTING SOMOS NÓS!!!

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Parole, Parole, Parole

Ou palavras, palavras, palavras. "Vamos trabalhar muito", "vamos dar a volta a isto","não merecíamos", "jogamos muito bem e falhamos muitos golos", bla, bla, bla! As conferencias de imprensa de Paulo Sergio começam a ser surrealistas! Fuga à realidade?

O problema é que normalmente a fuga á realidade costuma acabar muito mal!

E ontem até não jogamos mal até...marcarmos! Jogamos até bastante bem e a equipa merecia até estar já a ganhar tranquilamente quando marcou finalmente! Depois disso, parecia que o Nacional é que era o candidato ao título. Fez aquilo que nós não conseguimos fazer na Luz! Foi para cima de nós em nossa casa e dominou-nos! Mesmo sem criar grande perigo e verdade seja dita acabou por marcar numa jogada acidental e absolutamente idiota! Mas quem recua a ganhar 1-0 sujeita-se a isto!

Não percebo sinceramente! O treinador no banco com uma substituição ainda por fazer não vê o que está a passar? Não reage?

Não se augura nada de bom para este Sporting a continuar assim! Até porque com palavras e belos discursos não vamos lá! E continuando a negar a realidade, ainda pior! Onde está o meio campo do Sporting? Onde está a maturidade, a inteligencia, a calma desta equipa para gerir um jogo?

E nem acho que o problema seja meramente táctico! O problema maior é mesmo a falta de maturidade desta equipa, a falta de inteligencia, o não saber gerir um jogo, a falta de trabalho psicologico! Começo a pensar que depois de falhar Mourinho voltamos a virar as costas ao destino quando recusamos Villas Boas! Porque me parece que é um homem que trabalha muito bem os aspectos psicologicos do jogo e a relação com o seu grupo! E isso era tudo o que nós precisavamos!

Uma ultima palavra para Vukcevik! Grande jogo. Não merecia o que aconteceu! Outra para Salomão. Entrou bem no jogo e tem condições para crescer!

P.S.: Voces lembram-se do celebre ministro da comunicação de Sadam Hussein, um tal de Mohammed Saeed Al-Sahhaf? Paulo Sergio parece-me cada vez mais parecido com esta personagem!

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

A Relva de Alvalade

Agora que se aproximam mais 2 jogos em casa no espaço de 4 dias acho que é altura de se falar de uma questão que toda a gente menciona em conversas privadas, mas que não tenho visto abordada em publico: a relva do Alvalade XXI!

Como se não chegassem todos os problemas que já temos com a equipa, temos tido nos ultimos anos um adversario suplementar sempre que jogamos em casa, a relva. Aliás, esse é um problema que de maneira cíclica se tem colocado desde a inauguração do novo estádio e que já foi pontualmente resolvido, mas reaparece passado algum tempo.

No inicio desta época fazia-me confusão a maneira como a bola saltava e a dificuldade sistemática dos jogadores no seu controlo. Na altura atribuí a culpa à célebre Jabulani. Mas começou-me a fazer confusão que esta situação acontecesse apenas quando o Sporting joga em casa. O grande problema é que isto parece um pormenor sem importancia, mas acaba por ser um pormaior! É muito dificil jogar futebol assim e principalmente jogar um futebol rápido e ao primeiro toque (não é que o façamos, mas pronto...)!

Quando é que alguém olha para este problema e arranja uma solução de vez? Para esta época já será impossivel, mas se calhar era bom pensar-se nisto a prazo para o defeso e fazer nessa altura uma intervenção de fundo que penso ser inevitável!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Realidade Virtual ou o Estádio da Luz

Comunica-se a todos os interessados que o Pavilhão da Realidade Virtual acaba de ser transferido para o Estádio da Luz!

Por magia, o isqueiro que Luisão atirou para uma bancada num jogo do Benfica, afinal não foi atirado para a bancada. Foi atirado para trás e ninguém viu o gesto! Ou se o viram, pelos vistos não tem importancia nenhuma. Já a garrafa de Maniche foi atirada claramente para a bancada e foi vista com muita Paixão!

Por magia, a bola atirada por Di Maria contra o banco de suplentes do Braga e que causou enorme confusão num tunel, foi apagada dos registos. "Agressão barbara" real foi a do Vandinho a um qualquer membro do staff da Luz!

Por magia os jogadores do FCP começaram a bater em tudo o que mexia, apesar de os seguranças do Estádio não terem provocado ninguem e a ser afirmado por alguém algo em contrário será meramente mais uma realidade virtual!

Por magia, a "festinha" do "Diabo" a um fiscal de linha na Luz, com direito a entrada no recinto de jogo daquele patusco espectador não foi mais que isso: uma festinha, feita com muito carinho e amor tradicionalmente manifestado a qualquer arbitro que não expulse jogadores da equipa adversaria na Luz!

Por magia, apenas a "barbara agressão" de João Pereira deu expulsão nos ultimos jogos entre Sporting e Benfica. Já a agressão, no ano passado, de Luisão e a mão na bola de Ruben Amorim já amarelado, este ano, nunca existiram e não passam de mais uma realidade virtual "made in Luz"! Também por magia, há uns anos, um tal de Costa viu uma "barbara agressão" do violento Hugo Viana ao mesmo João Pereira quando este jogava de vermelho, apesar de estar de costas para o lance!

Meninos e Meninas, façam o favor de entrar e sejam bem vindos ao maravilhoso Circo da Luz!

P.S. Apesar de tudo e de qualquer modo, agradeço ao Paixão, porque sem Maniche tenho a impressão que a equipa do Sporting é capaz de ficar bem melhor!