sábado, 2 de maio de 2009

Os Tempos de Compensação dos Jogos de Futebol são como o Natal?

Confesso que pouco vi do jogo de Coimbra. O jogo coincidiu com a festa de aniversario do meu pequeno Leão e só vi com atenção o ultimo quarto de hora do jogo, desleixando nessa altura e por um pouco a atenção aos convidados (o bichinho foi mais forte)!

Do jogo falarão outros, até porque o pouco que eu vi foi mau e parece-me que o resultado foi justo! Resultado esse, que acabou de vez com o sonho do campeonato, mas para ser justo desde há 3 ou 4 semanas que eu já acreditava pouco. Porque o principal adversario estava muito forte e não demonstrava grandes hipoteses de falhar! Menos mau que o outro adversario mostrou mais uma vez ser realmente medíocre, pelo que o segundo lugar dificilmente nos escapará! E com ele, o acesso à segunda pre-eliminatoria da champions, o que pode ser bom, mas ao mesmo tempo mau, porque vai obrigar a um começo de epoca muito precoce, facto que pode trazer reflexos negativos na parte final da proxima temporada, ao nivel fisico!

Finalmente, a ultima nota, a que dá o nome ao post! Do pouco de vi de Coimbra, ficaram-me na retina uma serie impressionante de paragens do jogo na 2ª parte. Qual o tempo de desconto? 4 minutos, que foram na realidadae 4 minutos e quarenta segundos, sendo que o jogo esteve parado nos descontos mais minuto e meio. Na Choupana, também houve 4 minutos de desconto, sem que eu me tenha apercebido de grandes interrupções do jogo! Infelizmente, não é a primeira vez nesta temporada que me apercebo de factos destes!

É caso para perguntar se os tempos de desconto são como o Natal, sempre que o Homem quizer, sendo que neste caso o Homem é o que transporta o apito. Ou variarão antes com a cor da camisola: verde, vermelha ou azul?

4 comentários:

MRL disse...

Amigo JG,

eu vi o jogo todo com atenção e tenhho a opinião que foi o pior jogo da época do SCP. Incrivel de tão mau que foi. Fiquei seriamente a pensar sobre o que gostava que acontecesse para a próxima época, porque esta...

O que vale é que o benfica vai nos dando umas pequenas alegrias.

Anónimo disse...

Aja alegria.
A vida não acaba,com derrotas ou empates.Estou como diz o MRL as nossas tritezas agam-se com a alegria que os galinaceos nos dão como na Madeira
Viva o S C P

Virgílio Bernardino disse...

Pois a mim nem a vitória do nacional sobre os galináceos me alegrou. A exibição do SCP em Coimbra foi de uma pobreza franciscana atroz...

O único que se safou foi o Daniel Carriço e teve como prémio uma expulsão que começa num primeiro cartão amarelo como só os jogadores do SCP sofrem: ridículo. Ontem, sem o Pedro Silva e com um Pereirinha desastrado, nem o corredor direito funcionou. Moutinho a falhar passes fáceis parecia o Adrien e o Miguel Vagaroso lá manteve a mesma velocidade de sempre. o Abé(l)cula já passou o prazo de validade... Foi rara a bola que chegou em condições ao Levezinho ou ao Ninja e as verdadeiras oportunidades de golo foram duas, a de Derlei a meio da segunda parte e a da Académica, quase no fim, que Patricio (muito bem) desvia para canto.

O titulo 'ardeu' na queima dos estudantes...

JG, muitas felicidades pra o teu leãozinho! Pelo menos ontem tivemos alguns leões felizes, apesar de ser por razões extra-futebol!


Abraço!

Hugo Malcato disse...

Caro JG

Nada que justifique o resultado pois o Sporting efectivamente não mereceu ganhar. No entanto, concordo plenamente com essa análise.

Houve (Há?) uma mão cheia de pequenos pormenores que acabam por marcar a diferença. Nisso, estou 100% de acordo com FSF "O Sporting não quer ser beenficiado. Só queremos justiça".

O Daniel Carriço começa a fazer confusão a muita gente. Este ano soma a segunda expulsão, digamos, sacada a ferros. Cartões como o primeiro vi jogadores da Académica a fazer pelos menos três faltas iguais. Quanto ao segundo, a bola estava no Daniel e ele está de costas para o adversário. Se fosse o Liedson, era uma disputa normal. como não era...

Em relação aos descontos, para mim a situação mais flagrante decorre da derrota do Sporting em Alvalade contra o Braga. Num jogo com muitas polémicas e casos, jogadores do Braga a queimar tempo constantemente desde o 2-1, o carissimo Jorge Sousa fez o favor de dar 3 minutos de desconto. Depois de muito tempo queimado nesses descontos, o juiz do Porto não deu nem mais um segundo.

Na semana seguinte, num jogo em Belém, o mesmo árbitro dá 4 minutos de compensação e acaba o jogo 6m e alguns segundos depois da hora.

Querem respeito? Tenham coerência e façam-se respeitar...

Saudações Leoninas