terça-feira, 28 de outubro de 2008

Atitudes (in)esperadas

Deve ser natural uma pessoa envelhecer e habituar-se a conviver com desilusões e inesperadas atitudes de outros ser humanos. Confesso que estou a senti-lo na pele, quer seja na minha vida pessoal, quer seja no que é público, nomeadamente no Sporting.

Olhando um pouco para o passado:
Foi difícil quando era miúdo perceber porque é que o Futre foi para o Porto.
Mais tarde também não consegui perceber a atitude do Figo ao sair para o Barcelona. O mesmo Figo surpreendeu-me ao deixar Barcelona, onde era adorado, para ir para o rival Real Madrid.
Uns anos depois, vi o Simão ter determinadas atitudes relativamente ao clube que o formou que também não entendi.
O Quaresma veio para o Porto e também não foi um grande exemplo de saber estar no futebol.
Ao mesmo tempo vemos o Ronaldo a lutar desesperadamente por um ordenado melhor, porque onde está parece que é "escravo" e deve ganhar pouco (dinheiro e títulos).
No ínicio do ano, o mais recente ídolo e capitão sportinguista, João Moutinho, destroi por completo a sua imagem ao manifestar vontade de sair daquela forma que todos sabemos (ao que parece o motivo é mais uma vez o dinheiro).
Hoje sabe-se através do jornal, que o Veloso, chateou-se por ter feito UM (apenas um!) jogo a lateral esquerdo e foi pedir explicações ao treinador.
Não falo do Vukcevic, porque esta análise recaiu apenas sobre jogadores formados no Sporting (algo que dá para fica verdadeiramente preocupado).

Triste já não vou ficar, mas acredito que muitos sócios mais novos fiquem. Desiludido também não vou ficar porque deste tipo de homens (com h pequeno) não espero muito mais.
Fico apenas preocupado, porque além de ser mais uma razão para a falta de militância que põe em causa o nosso clube, é uma forte machadada naquilo que considero ser essencial : fomentar e tornar o futebol português um espectáculo melhor. Não vai ser assim que isso vai acontecer, muito pelo contrário.
Como costumo dizer, está na moda dar tiros nos pés. E os jogadores de futebol são os melhores nesse desporto.

2 comentários:

JG disse...

Antecipaste-te. Ia escrever um post exactamente sobre isto!

Apenas tenho a acrescentar ao teu post que acho absolutamente bizarro que gente dentro do Sporting se predisponha a receber empresarios para falar sobre se os jogadores são ou não convocados e em que posição devem jogar...

Conversas com empresarios devem existir apenas e só para discutir questões contratuais...

Pobre treinador este que tem de gerir problemas causados por uma estrutura dirigente que devia protege-lo!

Sportinguista disse...

Isso acontece, porque desde meninos, é-lhes incutido na formação do Sporting para seguirem os exemplos do Cristiano, Figo, Quaresma, Nani,etc.

Todos os miúdos querem ser como eles : dinheiro, gajas, carros, brincos,luxos.

Depois, fazem meia-dúzia de jogos e já querem aumentos, sair para outros países, etc.