segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Um fim de semana triste

Beira Mar-Sporting

Declarações do nosso treinador:
"«Primeira parte em que as coisas não correram bem, os jogadores não entraram bem. Demos 45 minutos de vantagem ao adversário e, quando assim é, torna-se mais difícil ganhar. Na segunda parte a equipa esteve mais agressiva, com outra atitude, a criar desequilíbrios e situações para marcar. Não ganhámos porque não marcámos. Defensivamente estivemos bem, ofensivamente estivemos mal. Temos de assumir que está a ser difícil fazer golos», comentou Domingos, na conferência de Imprensa que se seguiu ao encontro com o Beira-Mar. "

O meu comentário: Tal como o nosso capitão João Pereira, o treinador refere a meio das duas declarações que defensivamente estivemos bem. Como se fosse um grande feito não sofrer golos contra uma equipa como a do Beira Mar, uma das piores equipas desta época. E contra os dinamarqueses a mesma coisa. Já contra equipas de valor diferente, levámos sempre 3. Por isso, não estamos bem no ataque, como não estamos bem na defesa, como não estamos bem no meio campo, nem fisicamente, nem nada. Estes quase dois meses de trabalho não tiveram qualquer efeito. O meio campo não tem qualquer dinâmica, só sabemos jogar pelas alas para depois cruzar para avançados pequenos e que não sabem marcar golos de cabeça. Estou de facto muito pessimista, mas acima de tudo, muito triste com o estado do meu clube.

Seleção Sub-20

Antes de mais têm que ser dados os parabéns a esta seleção. Excelente trabalho da grande maioria dos elementos deste grupo de trabalho e muitos jogadores apareceram e irão ficar certamente num nível elevado do futebol mundial.

No entanto, e se calhar porque estou naturalmente deprimido com o fim de semana futebolistico, manifesto aqui a minha enorme estupefação para algo que se passou nesta prova. Na nossa equipa jogou quase sempre um jogador, de nome Sérgio Oliveira, que apesar de poder ter o seu valor, esteve sempre, e repito, sempre, completamente fora de tudo o que a nossa equipa fazia. Displicente, a falhar a grande maioria dos passes, sem marcar quem devia, a abusar das fintas (nem sei se conseguiu alguma) acabou por conseguir fazer com que a nossa seleção jogasse sempre com menos 1 jogador, o que naturalmente torna o feito do 2º lugar ainda maior. Acho muito difícil de acreditar que não houvesse ... é melhor calar-me...

3 comentários:

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

YaZalde disse...

Meu caro,

Concordo na íntegra com a análise ao nosso (triste) jogo em Aveiro...

Mas o que me fez escrever aqui pela 1ª vez (não será a última de certeza) foi um porm(aior)enor que o carissimo aludiu na sua análise sobre a selecção sub-20 portuguesa... A presença sistemática de um tal de Sérgio Oliveira nos jogos da referida equipa... Um jogador que nada acrescentou, mas sobretudo com uma atitude displicente, pois enquanto os colegas tudo davam, este só queria a bola para ele, perdendo-a inúmeras vezes... Ao que parece é uma "vedeta" no clube dos corruptos, e querem fazer dele uma estrela... Será por isso que teve que jogar sempre?!?

Mas além deste reparei num central, também do fcp, que muitas vezes entrava quase no fim, como que para dar mais uma internacionalizaçãozita... Ninguém nota e lá se vai criando mais uma estrela...


Eu não tenho dúvidas que isto tem o dedo do Corrupto-mor e seus lacaios, contudo não se pode desvalorizar o feito destes jovens, não serão dois ou tres alhos estragados a estragar esta "alhada"...

É só mais um tentáculo do "polvo"...

YaZalde disse...

Comovamos resolver isto com os árbitros:

PArte I

http://www.youtube.com/watch?v=crH_9S0lHVA&feature=youtu.be

Lindo!!!