terça-feira, 29 de maio de 2012

A promessa de um fosso sem fundo


O Sporting anunciou esta tarde, em comunicado oficial, que coloca nas mãos dos sócios o ónus do cumprimento de uma promessa eleitoral da actual direcção: a cobertura do fosso, através da construção de uma nova bancada.

Irá ser promovida a pré-inscrição para a compra de um lugar especial nessa bancada (do lado nascente), que terá o custo de 750€. É informado que a efectivação da obra está dependente de uma elevada adesão, por forma a torná-la financeiramente viável.

1. O que está a ser dito é que a promessa só será cumprida, caso os sócios paguem para tal. Não me recordo dessa premissa. Agora só faltará dizer que a promessa foi cumprida, os sócios é que a inviabilizaram.

2. Independentemente do mencionado no ponto anterior, faz sentido que um Clube, com as dificuldades de tesouraria que são conhecidas, aposte os seus esforços na construção de uma nova bancada, num estádio com 52 mil lugares, e cuja época com maior assistência média (em 9 épocas realizadas) não chegou aos 35 mil espectadores?


Posso estar enganado, mas duvido que haja uma elevada adesão. Os tempos não estão para gastar 750€ para ir ao futebol.

10 comentários:

Anónimo disse...

A "manha" culmina o disparate. Ainda que a crise não existisse os lugares teriam um custo excessivo. É preciso não esquecer que são lugares expostos à intempérie.

Na verdade isto tudo só mostra que é uma ideia sem pés nem cabeça. Para se construir uma nova bancada na vez do fosso mantendo o padrão de qualidade da assistência, tem forçosamente de se mexer na cobertura do estádio, o que é - já se vê - impensável, tais os custos que comportaria.

O fosso deve ser eliminado - foi uma ideia peregrina sem jeito nenhum - criando apenas uma superfície plana que religue as quatro linhas às bancadas já existentes.

MaximinoMartins disse...

É verdade que eu não precebo nada de obras, mas não vejo outra utilização para o fosso coberto, que não seja...: ou aproveitamenteo para parque de estacionamento, ou então como arrecadação...
Para montar cadeiras não me parece que alguém esteja mesmo interessado...

Pedro Ferreira disse...

O fosso será sempre tapado. A única questão é saber se é construída bancada por cima, ou se apenas servirá para anúncios publicitários. Daí a iniciativa...

JPS disse...

Confesso que não percebo a crítica.

Admito discutir a adequação do preço. Admito que se discuta se a lotação do estádio deve ser ampliada nesta proporção.

Agora, querer que a bancada seja construída sem que haja público interessada nela, ainda para mais quando se compreende as dificuldades financeiras do Clube, já é só dizer mal por dizer.

Manuel disse...

Caro JPS, não me parece que o intuito do colega Kevs fosse criticar apenas pelo gozo que isso dá. De todo.
A meu ver há duas questões chave aqui:

- primeiro, serão mesmo necessários mais lugares se nem sequer conseguimos encher os que já temos? Ainda pra mais lugares que, como já foi dito nos anteriores comentários, ficariam expostos à intempérie? Não me parece que faça sentido.

- segundo, e no seguimento do primeiro ponto, não me parece que vá haver a tal adesão que se pretende para que a bancada seja viabilizada. Como tal, porquê sugeri-lo? Porquê sequer equacionar esta solução para o fosso se à partida parece óbvio que não será viável?

kevs disse...

Caro JPS,

confesso que fiquei um pouco baralhado com o seu comentário, nomeadamente com o último parágrafo.

O meu post não defende a construção de uma nova bancada, antes pelo contrário. Em primeiro lugar porque a procura assim não o justifica, e segundo, devido às dificuldades financeiras do Clube.

Depois (ou melhor, antes), parece-me que a direcção arranjou modo de fugir a algo que prometeu, pois nunca a coisa foi posta nos termos que seriam os sócios a pagar tal promessa. Mas se esta for a forma de evitar este disparate, ainda bem (pois não acredito que vão nesta conversa).

Saudações Leoninas,
kevs

VO disse...

Ainda se fosse para ver futebol...

Daniel disse...

Quem está baralhado agora sou eu...

Então, dada a promessa na qual o autor tanto insiste (não acredito que tenha feito qualquer diferença na votação), qual seria a solução, na sua opinião, ideal?

Bancada? Lona? Encher de areia?

SL

kevs disse...

Caro Daniel,

não sou eu que insisto na promessa: no próprio comunicado oficial é mencionada.

Na minha opinião a solução ideal seria não gastar recursos financeiros com o fosso, e canalizá-los para necessidades mais urgentes do clube.

Saudações Leoninas,
kevs

Daniel disse...

Ahh, ok! Então parece que o tema afinal não é tema, pois é exactamente isso que vai acontecer: “não gastar recursos financeiros com o fosso..”, cobrindo-se o fosso de outras formas bem mais económicas.

Claro que, se por acaso a adesão for boa (aqui apenas critico os timmings pois são curtos, deviam ter começado mais cedo – o valor inicial, embora elevado, é pouco se amortizado pelo prazo total), teremos mais uma bancada, esta em cima dos bandeirinhas, repleta de sportinguistas!

SL