terça-feira, 22 de março de 2011

Aprés-Debaté

Estou desiludido. Estou franca e absolutamente desiludido, e mais!, envergonhado com o que se passou ontem na RTPN das 22 às 24. O coitado do Hugo Gilberto apresentou "a coisa" como um debate entre pessoas sérias, repto prontamente lançado e descrito extensamente pelo candidato Godinho Lopes logo de seguida em tom inocente, mas não foi nada disso que se passou naquele estúdio.

Sabem quando na escola os rapazes se atacam uns aos outros para decidir quem terá a maior e melhor... er... chamemos-lhe "bola de futebol"? Foi basicamente isso que se passou. Eu, como sportinguista, liguei a televisão à espera de ver os vários candidatos a assumirem uma postura séria (à Sporting) e a apresentarem os seus projectos, mas acabei por ver 5 peixeiras (umas de bairros menos espalhafatosos que outras) a debaterem o preço da truta.

Tudo começou com o que foi, para mim, a maior desilusão da noite. Quem tem lido os meus últimos posts e comentários neste blog sabe que tenho tendido a apoiar ou pelo menos louvar as decisões e a campanha de Bruno de Carvalho (Van Basten e Van der Gaag foi uma dupla bem pensada, desengane-se quem pensa o contrário!); não obstante, e provavelmente por tudo isto, fiquei extremamente desiludido com a postura agressiva, arrogante e muitas vezes infantil que este "senhor" assumiu durante o debate. Não deixava Godinho Lopes e Pedro Baltazar dizer o que pretendiam (verdade ou mentira, certo ou errado, são colegas candidatos e são colegas sportinguistas!), teceu acusações com o mesmo ritmo e nível que um certo Social Democrata de pendor jardineiro da ilha da Madeira, complementava tudo o que os outros candidatos diziam com o que apenas posso chamar de "bocas foleiras" ou quando a imaginação faltava limitava-se a repetir o que eles tinham dito mas em tom de pergunta. No fundo, demonstrou uma infantilidade que eu temia que pudesse ter e um espírito incendiário e de falta de fair-play que claramente este clube não precisa. Espero que mude, porque para mim ele atacou o projecto de GL, não defendeu o seu; o que acaba por ser injusto para os que o desenvolveram e o escolheram como figura de proa.

Quanto a Godinho Lopes, a meu ver, tentou esconder a falta de clareza e o espírito de continuidade da sua candidatura numa certa altivez e constante ofensa a tudo o que lhe apontavam. Na minha opinião acabou por confirmar a imagem que tem passado neste processo eleitoral. Demonstrou alguma pretensão em ter um debate de ideias sério quando abordou a questão do fundo de BdC e explicou, de uma forma clara, o que pensava do mesmo, mas acabou por também não apresentar as ideias chave do seu projecto.

Pedro Baltazar passou, para mim, uma imagem de fanfarrão, recorrendo em último caso ao facto de já ter investido pelo menos o PIB do país no Sporting, mas acabando por não dar mostras da sua expertise em fundos de investimento relativamente à campanha de BdC. Falou pouco ou nada do seu projecto e teceu acusações livremente, com especial ênfase em BdC.

Dias Ferreira foi uma agradável surpresa no início do debate, tentando manter o nível da conversa e incluindo algum humor quando os ânimos se exaltavam, mas no final deixou-se levar pelo espírito do debate e partiu para as acusações como os restantes. Não obstante foi, juntamente com BdC, quem apresentou com mais clareza porque o seu treinador seria uma boa escolha para o Sporting.

Quanto a Abrantes Mendes, terá talvez passado um pouco ao lado do debate, justificando talvez por isso o porquê de, depois de tantos anos a defender a mudança, continua a ser só "mais um" e não uma figura agregadora dessa intenção e dessa vontade dos adeptos. Acabou por se vangloriar constantemente de ter sido o primeiro a apelar a essa mudança, mas em pouco contribuiu para o debate.

Para finalizar, queria apenas reforçar que eu queria ouvir as linhas gerais do projecto de cada um dos candidatos e perceber de que forma eles as pretendiam levar a avante, mas realmente não consigo conter a desilusão que senti ao ver que são "homens" deste calibre que vão assumir a presidência do meu clube; pessoas que não são mais que crianças prepotentes com tempo de antena.

18 comentários:

MRL disse...

Amigo Manel,

Sinceramente também fiquei muito desiludido com o debate de ontem.
Esperava muito mais de ideias e menos de ataques pessoais.

No entanto, esteve longe de mudar o meu sentido de voto, porque bem ou mal, o único que explica como irá gerir o clube é Bruno de Carvalho. Ele é o único que explica como vai buscar jogadores sem endividar mais o clube.

Os outros são mais do mesmo.

Brevemente deixarei aqui no Rugido um post explicando ao detalhe o meu sentido de voto.

Talk Talk disse...

Também fiquei desiludido, tanto pelo debate em si como pela postura do Bruno de Carvalho, o meu candidato. Mas todos temos dias menos felizes... e um homem não é de ferro, passaram as últimas semanas a chamarem-lhe charlatão, miudo e outras coisas que tais... e o homem não consegiumanter a frieza. Quanto a mim ontem ele podia ter ganho estas eleições, em vez disso creio que perdeu votos para o Dias Ferreira e para o Baltazar. Eu continuo a votar nele no entanto.

Anónimo disse...

O Bruno de Carvalho é um balão cheio de nada - anda todo inchado mas agora já percebemos que ele é que vergonha de atitude ontem. Dos outros so se safou o DF e Baltazar que já deram provas de sportinguismo mesmo que o ultimo se atrapalhe a falar é o que tem melhores ideias e projecto

kevs disse...

Amigo Manel,

Concordo de forma geral com o que dizes, e acho que foi um debate com pouco nível.

Penso que o Bruno de Carvalho, já preparado para ser atacado pela aliança Baltazar/Godinho (o que se verificou, entrando pela via do ataque pessoal), apostou numa estratégia errada, passando uma imagem arrogante. Contudo, julgo que teve bem na defesa do fundo. Nos seus últimos minutos perdeu demasiado tempo a mandar uma última farpa a Godinho, não tendo tempo de concluir a sua mensagem final.

Em relação ao fundo, espantosamente, a solução de financiamento do Godinho afinal é um fundo igualzinho ao do BdC (inclusivamente da percentagem de distribuição de mais-valias!), só que aplicado apenas daqui a dois anos, permitindo que os jogadores valorizem o dobro, e daí os 100M€, em vez dos 50M€. Acabou por demonstrar que o fundo do BdC é uma boa solução. E a rábula da visita ao Núcleo da Parede foi hilariante!

Pedro Baltazar surgiu muito melhor preparado neste debate relativamente ao anterior, apostando claramente numa estratégia de ataque ao BdC. Afirma constantemente que não será remunerado, como se esse devesse ser um motivo para escolher o presidente, e mentiu ao dizer que no último debate que BdC afirmou que ia receber ao nível de Bettencourt (assisti ao debate e não ouvi tal informação, retiro o que disse se estiver enganado). Ficou visivelmente desorientado, engasgando-se, na sua intervenção final.

Abrantes Mendes, um Sportinguista acima de qualquer suspeita e um homem de grande Honra, estava claramente deslocado do que se estava a passar. Um projecto (?) sem sentido, e sem apoios, julgo que ficará em último nestas eleições com uma votação residual.

Dias Ferreira, a meu ver, foi o vencedor da noite. Manteve a postura que tem tido ao longo da campanha, não entrando por ataques pessoais. Escolheu em Godinho o principal alvo, procurando captar votos nessa esfera, e entalou-o dando a entender que este o tinha tentado levar para a sua lista. Deixou também Pedro Baltazar a engolir em seco quando atirou para o ar a pergunta se este investiria na mesma caso Dias Ferreira vença as eleições. Curiosamente, à semelhança da sua postura ao longo da campanha, não tem atacado BdC, talvez numa tentativa de garantir o seu apoio (e os seus fundos) em caso de vitória.

Resumindo, julgo que muita gente continuará indecisa após o debate, e parece-me que durante a semana ainda aparecerão (forçosamente) trunfos de última hora na tentativa de captar votos.

Um abraço,
K

Manuel disse...

Antes de mais queria também aproveitar para clarificar que tenciono votar no Bruno de Carvalho, não pela pessoa que se revelou ser, mas sim pelo projecto que os seus companheiros de lista criaram e que me parece ser o melhor para o meu Sporting.

@Anónimo - Discordo completamente da sua opinião de Pedro Baltazar. Como disse no meu post, limitou-se a atacar o fundo de Bruno de Carvalho e a agitar em frente dos restantes candidatos a quantidade de dinheiro que já investiu no Sporting (sem no entanto alguma vez me parecer que tenha ficado a perder dinheiro com isso); se o tem acho bem que o faça, eu faria também se o tivesse. Quanto ao seu projecto basta falar da bancada Vitor Damas que é, no mínimo, de rir... então o Sporting não tem dinheiro para mandar cantar um cego, precisa de revitalizar o seu futebol e as finanças do clube, e o homem quer uma nova bancada? Ele vê futebol em Portugal? Ele vê o estádio vazio? Vê os animais que compoem as claques? Criar aquela bancada ia só ser um gaste desnecessário que poderia trazer muitos problemas disciplinares ao Sporting... se a Juve e o DUXXI já fazem o que fazem com o fosso, imagine-se se tivessem um clear shot para o Moutinho!...

Leão de Alvalade disse...

Uma vergonha o debate a que assisti ontem onde o Sporting foi goleado por 4-1.

Muita lata a de Dias Ferreira, que demoliu completamente GL não o deixando expor uma ideia que fosse.

GL chegou-me a dar pena, porque nitidamente não conta para este tipo de debates, é demasiado educado para chamar cara de pau a DF, que acabou de sair da presidência da AG onde foram aprovadas as últimas decisões das VMOC`S e agora nem se lembra o que isso é, não tem nada a ver com isso e nem sabe o impacto que vai ter no clube.

DF ganhou o debate nitidamente mas de forma que pouco o prestigia. Tem a mania que é mais honesto que os demais, mas é a personificação da desonestidade intelectual. Futre ao seu lado faz todo o sentido! E pelo que vi ontem se perder lá se atirará da escada abaixo para arranjar um lugar, provavelmente com Bdc.

BdC esteve francamente mal mas pelo menos deixou claro aquilo que há muito ando a dizer: no fundo no fundo o fundo não existe. A partir do terço final do debate calou-se, estando provavelmente a fazer contas se não seria melhor esquecer o GL e fazer-se a DF, se quiser ganhar as eleições.

Abrantes Mendes foi o único que soube impor respeito, obrigando os outros a calarem-se quando ele falou, tendo DF na sala é um milagre e um sintoma de autoridade moral que não abunda no Sporting.

No final todos percebemos bem porque o Sporting está no lugar em que está, de onde dificilmente vai sair se alguns daqueles "senhores" forem eleitos, podendo muito bem haver eleições a breve trecho em alguns casos.

Há anos que o problema do Sporting é de liderança e ontem percebeu-se que a mudança necessária dificilmente chegará, porque os Sportinguistas nitidamente continuam a olhar para o acessório esquecendo o essencial.

Paiva disse...

Assisti com muita atenção e alguns momentos de risota o debate de ontem. Logicamente que o essencial não foi mais uma vez abordado mas sinceramente alguém no seu perfeito juízo acha que num debate deste género, com tudo ao molho e fé em deus em 2 horas se podia esperar outra coisa?! Se queriam que os candidatos respondessem a todas as questões com detalhe que fizessem um programa particular a cada candidato e depois por ultimo um programa geral com os 5. Agora juntar tudo na mesma sala por duas ocasiões e esperar que em 2 horas todos eles especifiquem as suas ideias é patético.

Passando ás minhas opiniões resumidas de cada um:

Godinho Lopes: Patético! Mais uma marioneta escolhida pelos barões da banca para comandar os destinos do clube como fizeram primeiro com Soares Franco e depois com o Bettencourt. Desta vez a escolha foi muito mal feita e Godinho Lopes não tem nem física nem psicologicamente capacidade para ser presidente de um cova da piedade, quando mais de um Sporting.

Pedro Baltazar: Um mecenas que se fosse eleito iria continuar a servir-se financeiramente do clube, que já deixou claro que tem dinheiro e está disponível a continuar a investir se lhe for muito rentável, obviamente. Não percebe nada de futebol mas tem dinheiro. Vale zero na minha consideração.

Bruno de Carvalho: Para mim a melhor escolha. Não é um candidato perfeito, longe disso mas nesta altura do campeonato parece-me ser o que melhor capacidade reúne de assumir a liderança do clube. Programa eleitoral, órgãos sociais, investidores, equipa técnica…é tudo dele.

Dias Ferreira: Velha raposa, para presidente não serve (percebe muito de futebol e pouco mais do resto o que é curto) mas faz falta ao Sporting. A raiva que lhe corre pelas veias faz falta. Precisamos de gente desta também no clube para agitar as águas. Gostava de o ver no período pós eleitoral associar-se á lista de BdC.

Abrantes Mendes: O Outsider destas eleições. Não tem treinador, jogadores, investidores, nem nada mas uma enorme força de vontade de continuar a ajudar o Sporting. Merece o meu respeito e faz falta ao clube. Do lado de fora mas sempre atento em defesa dos reis interesses dos sportinguistas.

Portanto meus amigos, dia 26 votarei LISTA C.

Manuel disse...

As últimas "sondagens" do site Sporting Apoio apontam uma subida vertiginosa de Pedro Baltazar. Não consigo deixar de rir um pouco...

kevs disse...

@ Manuel

PB acusou ontem a lista de BdC de manipular os canais da internet. Não será isso que estamos a verificar agora?

Anónimo disse...

Quem se vai servir financiaramente do clube nao será o Bruno Carvalho? O Baltazar já lá meteu e perdeu dinheiro e acho piada dizer que na intervenção final PB se desorientou porque é quase unanime que foi ai que ele ganhou pontos e sera tambem por isso que ele esta a subir nas sondagens (o que faz sorrir muitos sportinguistas que ao contrario do jornal A Bola nao querem nem a continuidade nem o risco do desconhecido como no tempo do Jorge Gonçalves)

Manuel disse...

E não nos estaremos a arriscar a cair na mesma lengalenga por não querermos arriscar mudar? Quanto mais se aproxima a data da eleição mais vozes ouço a revelar alguma falta de coragem... é preciso mudar minha gente! E se para mudar é preciso dar um salto de fé então que sportinguistas seríamos se não tivessemos a coragem de o fazer e a dedicação de conseguir segurá-lo caso não resulte? Vamos em frente que para a frente é que é o caminho!

Anónimo disse...

Ainda bem que o Bruno de Carvalho não foi politicamente correcto, ainda bem que ele optou por uma postura de ataque.

Então um Sportinguista que se preze não deve estar extremamente irritado com tudo o que têm feito ao Sporting?? Não deve estar farto de ouvir mentiras e enganos ao seu clube?

Pois ele mostrou o que deve ser mostrado: ACABOU! O Sporting foi deles, eles deixaram o Sporting neste estado por isso tudo o que venha da boca daqueles nojentos (que não têm outro nome) é para ser travado e interrompido.

Já chega de sermos os certinhos, à conta disso somos enxuvalhados por árbitros, comunicação, rivais...

Acabou a era de quem se serve do Sporting. Vamos entrar na era de servir o Sporting!

Manuel disse...

Não me parece que seja necessário ser-se arrogante e infantil para se mudar a situação actual. E uma coisa deixo já clara: o dia em que o Sporting ganhar algo por "não ser certinho", no dia em que o meu clube começar a manipular resultados como muitos parecem querer defender para podermos finalmente começar a ganhar, esse será o dia em que terei vergonha de ser sportinguista!

Se há coisa de que me orgulho é de o meu clube estar impune no meio desta palhaçada toda que é o futebol português! É possível não ser prejudicado sem se ser corrupto!

Anónimo disse...

Como não poderia deixar de ser também fiquei decepcionado com este debate...
Se tinha dúvidas ainda fiquei com mais, agora é que não sei o que fazer, quero escolher em consciência e não porque uns são da mudança e outros são da situação.
Posição que acho ridícula para a escolha de uma equipa de gestão.
Toda a gente é da mudança, porque a mudança faz parte da vida e toda a gente é da situação, porque não se pode ignorar o passado e o presente para se construir o futuro.
assim quando se fazem listas completamente sectárias de pretos e brancos (referência à côr do cabelo) quem ganha são os carecas porque esses conseguem fazer listas mistas de juventude e experiência que certamente darão mais solidez ao projecto.
O que tenho assistido nestas eleições é o espelho do país:
O BC é o Bloco de Esquerda, Faz muito barulho, julga ter o elixir mágico da gestão e nunca ganha nada.
O GL é o PS, são os homens da situação, estão sempre no poder e só nos lixam.
O AM é o PC, nunca ganha nada e está sempre a falar sozinho, ninguém o ouve.
O DF é o PSD, são também os homens do poder, são iguais ao PS e quando estão no poder só nos lixam.
O PB é o CDS, já apoiou os do poder e agora quer ir para o poder para nos lixarem também.
Com um país destes e um clube destes, só temos uma solução: Uma lista do Sporting com todas as tendências, porque unidos venceremos, tal como o país precisa de um governo de salvação nacional...
Conclusão, tal como na politica, não sei quem vai merecer o meu voto, vamos ver como vai continuar a campanha, caso contrário vou votar num careca...

Anónimo disse...

A propósito, já me esquecia de assinar o último post,

OLHO DE LEÃO

Manuel disse...

Não posso deixar de dizer Olho de Leão, que este último comentário foi muito muito bom!... Ao mesmo tempo que me irritou um pouco... porque nunca me imaginei a votar no bloco de esquerda! :D

JG disse...

Também eu achei o seu comentário muito bom, Olho de Leão. E também eu fiquei preocupado em ir votar no Bloco de Esquerda! Apesar de achar que BC tem condições para não ser isso na fase pós eleitoral, devendo fazer a ponte para unir os sportinguistas. Acho que tem condições para isso...

MRL disse...

Siga Bloco de Esquerda

Bom comentário mas o final...

Uma pergunta: e se tiver necessidade de votar útil, ou seja, ou BC ou GL ? Digo isto porque segundo todas as sondagens até agora, dificilmente outro candidato sairá vencedor.