sexta-feira, 25 de março de 2011

Voto pelo Início de um Novo Ciclo

Depois de os caríssimos MRL e Manuel aqui terem explicado o seu sentido de voto, chegou a minha vez de fazer o mesmo.

Os meus 10 votos irão também para a Lista C, á excepção da votação para o Conselho Fiscal, em que irei votar na Lista "Ser Sporting".

Antes de mais, aconselhava a leitura do Programa eleitoral da lista C, não só para as pessoas perceberem melhor o que é proposto por Bruno de Carvalho, mas também porque na parte final é feita uma fotografia interessante do Universo Empresarial Sporting. Uma fotografia que infelizmente tem sido bem mais difusa na informação dada pelos responsáveis dos Orgãos Sociais desde o inicio da Era Roquete.

E essa será a primeira razão pela qual vou votar nesta Lista. Existe uma preocupação grande com a politica de comunicação, para dentro e para fora do Clube. E o Sporting precisa muito disso...para motivar e chamar os socios e para se defender e fortalecer para fora, defendendo o seu nome e os seus direitos. Há muito que penso ser a Comunicação uma das maiores lacunas do nosso Clube e vejo nesta Lista a vontade de fazer uma forte aposta nesta área.

A segunda razão pela qual vou votar nesta lista é o facto de ter sido a unica a dizer claramente que quer que o Sporting Clube de Portugal detenha uma participação maioritária na Sporting SAD. A menos de 2 anos da data em que as VMOCS poderão ser convertidas pelos Bancos em acções, esta posição para mim é fulcral para decidir o meu sentido de voto. Continuo a achar que é essencial para o Sporting ter mais de 50% de participação na SAD. Por uma questão pratica, mas também simbólica. Para chamarmos mais gente, não só precisamos de ganhar mais, como precisamos que as pessoas se identifiquem com o Clube e não com uma qualquer SAD detida por um qualquer Baltazar. Precisamos de controlar o que é nosso!

A terceira razão pela qual vou votar nesta Lista é o facto de percepcionar a vontade de mexer com a estrutura organizativa, fazendo as rupturas necessárias se preciso for. O Sporting tem minguado nas receitas, mas engordado na estrutura, principalmente na extra-desportiva. É tempo de dizer basta e mexer a fundo. É tempo de avaliar o desempenho das pessoas e premiar o mérito!

A quarta razão tem a ver com o pressuposto que consta no programa eleitoral de equilibrar receitas e despesas, acabando com a espiral de endividamento. Particularmente em relação ao futebol, há a vontade de mexer com a estrutura de scouting, apostando em escolhas certas, tanto ao nível dos seniors como do recrutamento dos miudos para a academia. O que é essencial. Para podermos ter rentabilidade desportiva e financeira. Ganhar desportivamente e assim chamar mais gente e ter mais receita. Ganhar financeiramente, apostando nas vendas de direitos de jogadores a seu tempo e sem fazer disso tabu, até porque esta é uma fonte de receita essencial para um clube dos nossos dias e inserido na realidade económica de um País mais pobre que os seus principais concorrentes europeus.

Entre as principais razões que me me levam a votar nesta lista existe também o pressuposto que a relação com a banca se fará de modo mais transparente e sem promiscuidades. Quem manda no Sporting temos de ser nós. Sem deixarmos de honrar os nossos compromissos. Mas do melhor modo possivel para nós e para os nossos parceiros. E esse ponto de equilibrio só pode ser encontrado por quem é independente da Banca e está focado em defender os interesses do Sporting Clube de Portugal.

Entre os restantes motivos que me levam a votar nesta Lista, enumero entre outros, os seguintes:

- Aposta sustentada no pavilhão e nas amadoras, com procura de parceiros;
- Aposta nos Nucleos e Divulgação como polos de divulgação do Sportinguismo;
- Aposta na solidariedade social (o Sporting é diferente e tem de ter preocupações diferentes);
- Gestão rigorosa de jogadores em fim de contrato, no que respeita ao futebol.

Vou votar na mudança e no fim de um Ciclo. Que na minha opinião só pode ser assegurado por esta Lista, apesar do respeito que tenho pelo sportinguismo de Abrantes Mendes e Dias Ferreira. Do outro lado estará a lista da continuidade personificada por Godinho Lopes, que tem ao seu lado o Homem da Banca, Nobre Guedes. Não quero mais do mesmo... Chega!

Para finalizar, explico também a minha opção de voto para o Conselho Fiscal. Acho que temos tudo a ganhar com a eleição de um CF que seja independente da Direcção eleita. Só assim a fiscalização poderá ser efectiva e rigorosa. Se isso tivesse acontecido nos ultimos 16 anos talvez não estivessemos onde estamos...

Reconheço nas pessoas da lista Ser Sporting rigor, independencia, conhecimentos e sportinguismo para poderem constituir-se como uma mais valia para o Sporting. Por isso mesmo, o meu voto para o Conselho Fiscal irá para eles. Com muito prazer e de uma forma muito consciente!

P.S. Resolvi editar este post para acrescentar um motivo para votar na Lista C e no "Ser Sporting" para o Conselho Fiscal. A realização da tal auditoria, á muito reclamada, que Rogerio Alves, apoiando os eus pares, fez tudo por evitar. Esta razão é tão obvia que nem pensei nela ao escrever o post...

1 comentários:

almano disse...

Apelo aos Sportinguistas

http://dl.dropbox.com/u/11973466/Apelo%20aos%20Sportinguistas.pdf