sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Entrevista de Soares Franco ao Record

Ao ler, a Norte, a entrevista de Soares Franco ao Record, oportunamente disponibilizada pelo Leão de Alvalade , em que são fundamentados os porquês da decisão comunicada ontem, fico uma vez mais com a sensação que o que sobra em racionalidade, falta de todo em emoção, em paixão!

Penso que Soares Franco nunca percebeu os sportinguistas e continua sem os perceber, nunca quiz fazer o esforço de perceber os porquês da contestação, nunca soube fazer a ponte com os nossos anseios, com o nosso sentimento!Por tudo isso, penso que de facto o melhor é ir embora, porque nunca foi o Homem certo! A sensação que fica é que Soares Franco é neste momento é um homem amargurado porque pensa que somos todos ingratos e não sabemos agradecer! E pensa também que é um homem providencial!

Soares Franco terá feito algumas coisas boas, mas o meu balanço e perdoem-me a franqueza, é muito negativo!Mesmo o próprio papel do socio, será muito redutor para Soares Franco! O que ele diz do Leão de Verdade mostra uma total incompreensão do papel do sócio! Na minha opinião, dar total poder a uma Direcção é negativo e algumas decisões devem sempre ser nossas! Apesar de concordar que o modelo seguido para as AG não é de facto o melhor! Na minha opinião, as AG deviam ser meramente deliberativas, sem grande debate, que deve ser promovido previamente em coloquios e sessões de discussão que permitam ás pessoas formar a sua opinião! Sendo fornecida toda a documentação relevante com a antecedencia devida!

Em suma, com Soares Franco, penso que este clube estava ferido de morte. Porque não está preparado nem quer o tipo de modernidade que o Presidente lhe quer dar.isso é claro quando se tem uma oposição constante que representa 1/3 dos votos e que representa provavelmente metade ou mais dos socios votantes (atenção porque 2/3 de votos não representam 2/3 de socios - esse é um dado importante, que o presidente permanentemente escamoteia)!

Ninguém consegue fazer revoluções com uma tão larga (minoria?).O Sporting precisa de paz. E o que eu espero é que quem vier a seguir perceba isso! E perceba que a fria linguagem dos numeros sem se conseguir chegar ao coração das pessoas é totalmente inutil e ineficaz numa instituição que vive da PAIXÃO!

Neste momento, penso que mais importante que as pessoas, é fundamental saber o que cada um dos que se apresentar tem para nos oferecer para o futuro do Sporting! Que Sporting nos quer dar, como pensa lá chegar, o que pensa sobre o papel do socio, sobre a revisão dos estatutos, sobre a convivência Clube/SAD, sobre as amadoras. Para mim, os nomes são secundários! Mas o modelo personificado por Soares franco é inaceitavel. Poderão ser decalcadas algumas medidas, mas com outro enquadramento, com outra filosofia!

Soares franco extremou as posições no Sporting! Era anjo para uns, demónio para outros! Isso é tudo o que não precisamos. Queremos que o próximo Presidente seja um de nós, seja Presidente de todos os sportinguistas, seja uma personagem conciliadora que, não podendo agradar a todos, saiba explicar as suas decisões e ouvir mais os porquês de quem não concorde com os rumos traçados. Não deixando de os seguir se forem os mais correctos, mas sabendo explica-los aliando a razão á emoção!

31 comentários:

Anjo Exterminador disse...

Mas o tempo de fazer propostas de alteração aos Estatutos que permitam todas as melhorias e afinações não é depois. É antes!
As regras de um jogo não se mudam meio do jogo, como é de elementar lógica.
Se não for assim, é porque há manobra...

Anónimo disse...

JG, FSF soube ler a vontade de pelo menos 64% dos votos, e isto também deve ser tido em consideração.

Há uma larga maioria de votos que aposta em algo diferente do que defende.

Como dar a volta a este problema?

Anónimo disse...

O anónimo anterior é o lmgm.

JG disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JG disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JG disse...

É uma boa pergunta, caro lmgm. Infelizmente, nenhum de nós tem formulas mágicas. Temos que, todos juntos, saber dar a volta a esse problema e encontrar o mínimo denominador comum por entre as nossas divergencias!

Contudo, penso que isso só será possivel se tivermos como Presidente uma figura que nos una e saiba manter um rumo certo, à medida das suas convicções e estratégiads, mas sabendo também ouvir-nos, perceber os nossos anseios e perceber que sem nós este clube perde o que tem de mais precioso!

Mas o futuro também depende de todos nós e da nossa capacidade de nos sabermos respeitar uns aos outros, dentro das nossas divergências de opinião!

Anónimo disse...

JG, é vulgar termos opiniões divergentes sobre diversos assuntos relativos ao Sporting, vou tentar fazer um exercicio para ver se chegamos a algum lado.

Vou supor (apesar de achar que não é verdade) que representamos barricadas opostas, por exemplo, você defende as camisolas do clube serem verdes, eu defendo serem brancas (se isto fosse tão simples era só olhar para as actuais para ver como o consenso é simples).

No contexto actual parece-me que a importância do congresso aumentou muito, algo de concreto tem de sair como conclusão no final que seja posteriormente possivel procurar uma equipa directiva que trilhe em conjunto com os Sportinguistas esse caminho.

A minha questão é a seguinte, vê-se disponivel para aceitar uma conclusão que seja contrária às suas convicções e permitir a essa corrente condições para implementar o seu plano?

Para tentar ser mais explicito, no caso que apresentei, sendo o óptimo uma camisola listada de verde e branco, se a larga maioria decidir pelo branco, você:

A) Aceita a derrota e compra uma camisola branca,
B) Continua a participar mas vai de camisola verde, repetindo permanentemente que a camisola verde é que é boa.
C) Deixa de participar.

P.S.- Eu aceitei a derrota e comprei uma camisola que não me agrada plenamente.

lmgm

MC disse...

Em que circunstâncias é feita essa discussão? Você acha que o confronto de ideias no Sporting é livre e equilibrado? Acha que cada um pode exprimir livremente as suas ideias? Acha que o Sporting está, em suma, organizado de forma demcrática que assegura um equilíbrio neste confronto?
Basta ver como corre uma simples AG para perceber que a democracia é uma enorme mentira no Sporting. Em termos teóricos toda essa sua converssa é muito bonita. Mas, na prática só um completo ingénuo pode colocar as coisas, assim nesses termos tão simplórios...

JG disse...

lmgm,

Deixe-me responder-lhe assim: só posso aceitar algo que não violente as coisas em que acredito! No Sporting, como na vida! Se algo me violenta, não deixo de sentir a paixão, mas tenho de me afastar! É um pouco como o casamento. Voce pode gostar da outra pessoa, mas se algo o violenta terrivelmente, voce não tem condições para continuar a viver com ela!

Penso que foi isso que aconteceu com muita gente no Sporting! Afastaram-se simplesmente. Não me parece que isso seja bom para o clube, nem para nós sportinguistas, porque isso nos enfraquece. Porque perdemos representatividade na sociedade. E acima de tudo, porque o Sporting é uma especie de irmandade e ver outros sportinguistas partir é triste!

Infelizmente e ao contrário do que se depreende acima (pensamento racional) minha paixão é grande demais para eu conseguir partir, mesmo quando racionalmente acho que é o melhor caminho. Por isso, mesmo, sou sócio há mais de 30 anos e mesmo com esta linha de gestão com que não me identifico, fiz do meu filho sócio aos 3 meses!

Interessa-nos a todos enccontrar as soluções com que todos nós estrejamos minimamente identificados. Como diz o caríssimo João Pedro Silva, da Centuria, encontrar o minimo denominador comum, dentro das nosssas divergencias!

Para dar um exemplo, SE ME DEMONSTRAREM que com 40%, o Sporting Clube de Portugal mantém o controlo da SAD, eu posso concordar com essa solução. Mesmo não sendo, nem pouco mais ou menos, o que eu queria!

Não nos interessa que os Sportinguistas partam. Um clube rico sem sócios, está condenado á morte. Sem hipotese de ressureição, porque perdeu a sua razão de existir. A paixão! Perde toda a sua gransdeza, mesmo que ganhe os campeonatos todos!

A sua questão da camisola é interessante, porque se passa comigo na prática. Eu sou por natureza conservador e arreigado ás tradições. Á velha camisola, com as listas espaçadas. Ao velho emblema, com que eu cresci (violenta-me a sua mudança, porque se udou um símbolo do clube sem os socios terem sido consultados).

Eu levo aos jogos, uma velha camisola que tem as listas espaçadas. E que tem o velho emblema. Ou um cachecol com o velho emblema. Não me sinto menos sportinguista por isso. É com aquela camisola e com aquele emblema que me identifico. Isso não estraga a minha identificação com aqueles 11 cromos que andam dentro do campo com outra camisola e outro emblema, nem sinto menos o jogo por isso, nem sofro menos com o meu Sporting por isso! Lá vou estar amanhã no meu lugar na A25 a sofrer, como de costume! Como sofria quando os presidentes se chamavam João Rocha, Amado de Freitas, Jorge Gonçalves, Sousa Cintra, Santana Lopes, José Roquete ou Dias da Cunha!

Por isso, a minha resposta é D):

D) Continua a participar mas vai de camisola verde e nos golos abraça o companheiro de bancada que tem camisola branca.

MC,

Olhe, se calhar sou mesmo um tipo simplório. Mas já estou velho demais para mudar. O grande problema é que há mais tipos simplórios como eu e se o Sporting não os souber compreeender, deixa de ser um clube grande. Porque sem todos, este clube vale...nada! Portanto, se calhar o melhor é tentarmos mesmo encontrar o tal mínimo denominador comum! Que deve passar por um Presidente que compreenda isto e perceba que o Sporting para ser grande não pode ter só 30.000 socios pagantes! E deve continuar a ter AG para decidir as questões críticas, que não podem ter só 1.200 pessoas, mas sim muito mais. A grande diferença é que essas AG devem ser meramente deliberativas e deixar de ser o circo que têm sido. O debate prévio deve ser feito noutros forums. Aí, estou de acordo com Soares Franco!

Anónimo disse...

JG, boa resposta, não tenho a sua convicção sobre os motivos do afastamento de alguns Sportinguistas, penso que muitos se afastaram cansados da permanente guerrilha em que se transformou o clube, da falta de sucesso desportivo, mas principalmente tem que ver com uma questão etária, o grosso dos Sportinguistas está nos seus trinta com filhos pequenos para criar e carreiras em crescendo, logo sobram poucos minutos.

Também sou bastante conservador e tradicionalista (não fosse eu de Coimbra), mas não sou nada avesso à mudança. Mantenho e uso indiscriminadamente os meus cachecois com simbolo velho e novo, aquilo que me recuso a utilizar é uma camisola com publicidade, tenho as minhas contas todas pagas.

Não vejo problema em deter só 40% porque ninguém substitui o Sporting e passa a deter 50,01%, logo o controlo da SAD estará sempre no Sporting (como principal referencia) e uma outra entidade que até pode ser um sócio individual. Eu para não vender o patrimonio vendia uma percentagem ainda maior da SAD, existam investidores interessados.

A sua resposta diz-me que há espaço para o entendimento, que mesmo que as propostas sejam de fractura só os extremos vão abandonar. A paixão é tramada.

lmgm

MC disse...

JG,
Identifico-me totalmente com o seu ponto de vista.
Se calhar não me expliquei bem...
O que eu digo é que o que está em causa aqui é uma negociata tão grande, tão grande, os interesses que estão em jogo são tão, tão obscuros que passar a vida a falar no sexo dos anjos, como uma parte substancial dos sportinguistas faz, não vai levar a lado nenhum.
Não tenha duvida: o FSF é a ponta de iceberg imenso e a gente não sabe nem metade da missa.
Se calhar a debandada geral (eu nunca me imaginei a dizer isto, mas digo-o hoje com toda a convicçao!) é mesmo a única soluçao de maneira a que a premissas do negocio (que somos nos!) lhes saiam furadas.

MC disse...

lmgm,
Ora aí está a conversa sobre o sexo dos anjos a que me referi no comentário anterior.
40%, 50%, 20%, 0%, 100% da SAD é igual!!!! O Sporting vai ser papado!!! É para acabar. Anda tudo distraído com o acessório (o Franco ajuda a criar essa imagem e sabe fazê-lo como poucos!) e entretanto o polvo está instalado.
Não é vai-se instalando! É está instalado!!!

Leão de Alvalade disse...

Belos argumentosm bela discussão!

Eu não me comsidero conservador (não façam essa pergunta ao meu filho) mas talvez tradicionalista, que não é bem a mesma coisa. Mas sou, até pela profissão que tenho, aberto à mudança, desde que demonstrados os seus beneficios de forma transparente. Detesto o porque sim (onde muitos de nós têm navegado) e o porque não (idem, idem, aspas aspas).

É dificil historiar o "desaparecimento" de muitos sportinguistas. Julgo que a maior machadada foi dada no tempo de Santana Lopes com a história da cota suplementar. Houve nessa altura uma perda evidente de sócios que não devem ter regressado. Medidas como estas e outras que foram sendo tomadas foram pingos que foram enchendo copos que hoje estão a transbordar: não vale a pena iludir: o advento das SAD alterou a relação clube/adepto e ainda não vejo forma de o mal ser reparado. O carisma de uma liderança forte sem ser à força pode ser que ajude. Mas todos temos responsabilidades,nas opções que fazemos, pelo sucesso ou insucesso do clube.
SL

Leão de Alvalade disse...

MC:
Não me parece que o caminho seja esse. Especifique para que se entenda melhor.

MC disse...

Car LdA: Suponho que me pede que especifique porque advogo a debandada...
Porque simplesmente vejo muitos sportinguistas agarrados a trivialidades e a fazerem conversa mole, quando o que está em causa aqui é MESMO o desaparecimento do CLUBE!
E entretanto os negócios que estão montados ultrapaassam a nossa imaginação mais delirante. Se tivessemos uma só voz e conseguíssemos correr por via do voto com esta cambada, sem grande sangue, sem grandes traumatismos nem sobressaltos seria possível manter o clube. Como não vejo maneira de agirmos (e é de acção que estou a falar, não de ficar sentadinho no sofá!) e muito menos de agirmos a uma só voz, acho que o Sporting vai mesmo acabar.
Resta um consolo: como penso que apesar de tudo o espírito do Sporting prevalece, tenho quase a certeza que, não se revendo nos caminhos futuros que o sucedâneo do Sporting vai percorrer, esses sportinguistas vão ter a mesma reacção que muitos já tiveram quando foi a hisória mencionada da quota suplementar e vão abandonar o clube. Os futuros donos do que vier a ser o Sporting vão deixar de ter clientela certa.
E há sempre o recurso a formar um novo clube...
Não estou a falar em metáforas. Estou a falar em coisas com as quais vamos ter de nos confrontar muito em breve...

Anónimo disse...

Leão de Alvalade, acho que pode esperar sentado, então não vê que é um iceberg, que fomos e seremos papados, e o polvo, está instalado Leão, instalado.

lmgm

Leão Transmontano disse...

Para desanuviar o ambiente até vos digo o seguinte: ainda bem que o Santana Lopes é candidato à CML, porque senão, lá teriamos que gramar com ele como candidato ao Sporting, não acreditam???

Nesta entrevista custa-me a entender muitas questões, mas destaco apenas isto: Como é possível que FSF não se recandidate após ter andado durante 2 anos a negociar com os Bancos a restruturação financeira do clube, ou seja, que garantias deu ele aos bancos? E reparem na primeira questão da entrevista, onde afirma que só sai de consciência tranquila se aquilo que propõe for aprovado, apontando depois que uma das razões que o leva a sair é facto de não acreditar que os sócios aprovem o seu projecto... Projeto que na verdade não existe!!!

Bom, seja como for, respeito a sua decisão e enquanto estiver à frente dos destinos do clube é o Presidente do Sporting. Agora, mais importante do que começarem a discutir-se por ai nomes a torto e a direito é importante discutir-se um projecto capaz de mobilizar o Sporting, capaz de protagonizar um amplo, sério e credível debate que no fim de todo este processo nos enriqueça e fortifique. Viva o Sporting!

JG disse...

Caro lmgm,

Há muitas razões para o afastamento dos sportinguistas. Logo à cabeça, o que o Leão de Alvalade refere e que afecta todos os clubes. No nosso caso é mais grave, porque os adeptos, socios, golos, velhas glórias foram substituidos pelos clientes, activos, gameboxes, passivos e bancos! O próprio conceito de marketing está totalmente errado porque não percebe que este é um mundo mágico em que os valores são totalmente diferentes dos de mercado!

O site do clube é o melhor exemplo disso!Voce sente que está no site do seu clube quando entra naquele espaço, por entre os invester relations e sei lá que mais que por lá pululam?

Depois temos ainda as mil e uma coisas que esta sociedade oferece hoje e que não oferecia há 20 anos e que concorrem com a paixão clubistica em que crescemos. Por entre as play stations, multimedias, Ipods e mais milhões de coisas, o espaço dos clubes e do futebol reduziu-se. Os miudos hoje crescem noutro mundo, as diversões são outras, os valores são outros!

O nosso tempo também é curtíssimo e aí voce tem razão. Mal vemos os nossos filhos á semana e ao fim de semana fica dificil saír para o futebol quando eles nos reclamam!

A própria imagem do futebol e a falta de qualidade do jogo de hoje também ajudam.

No caso especifico do Sporting, a morte do ecletismo e a falta de um polo afectivo de união como era o antigo estádio (+ pavilhão) também ajudam muito!

Em suma, a crise de militancia tem muitas razões. Umas endógenas, outras exógenas. Mas se em relação a estas pouco podemos fazer, já em relação às primeiras podemos fazer muito. Muito mesmo! Tudo o que não se fez nos ultimos anos em que se fez tudo aquilo que não se devia ter feito!

Em relação á SAD, só aceito os 40% na condição de me ser garantido controlo total do clube, hoje e no futuro! As alterações da economia no ultimo ano mostram-nos todos os perigos de ir noutro caminho! É demasiado perigoso e eu não aceito que o Sporting não possa controlar totalmente o seu destino!

Podia falar aqui nos exemplos de fora do futebol (Ground force, electropaulo, etc) ou de dentro do futebol (Corinthiams, parma, Fiorentina, Nottingam Forest,...) ou até do futuro (Chelsea?) para lhe demonstrar quão perigoso é abdicarmos do que é nosso. Enquanto o negócio dá (directa ou indirectamente) o investidor fica. Quando deixa de dar, simplesmente vai embora e os clubes falidos ficam para trás das costas. O Sporting é nosso e seria uma irresponsabilidade não controlarmos o nosso destino.

Além disso, acho que o Sporting é uma empresa demasiado facil para interesses paralelos (Olivedesportos,...)!

Entre abdicar de patrimonio ou da SAD, vá-se o patrimonio! Discordei da venda do patrimonio por 2 razões: não confiar em quem ia fazer a venda (e ainda mais desconfiado fiquei quando soube das condições do negócio e da comissão do Amadeu - que existiu de facto - aqui não são suspeições)e vender algo que estava dentro do estádio, condicionando o nosso futuro! De resto, não tenho problemas em vender património (infelizmente não temos mais, portanto a questão nem se põe) desde que, obviamente, não estejamos a falar no estádio. Mesmo em relação á academia, só resisto pelas condições em que foi proposta a passagem para a SAD (preço vs. valorização potencial)!

O que eu espero é que eu e o meu amigo dentro das nossas divergencias consigamos encontrar plataformas de entendimento e perceber que temos em comum o mais importante: o sportinguismo!

Eu sou muito emotivo na hora de comemorar golos! Muitas vezes, abraço o parceiro do lado (se for uma parceira, tanto melhor). Nunca lhe perguntei se era pró ou contra Franco na hora do golo!

O nosso futuro depende da nossa inteligencia em saber fazer as pontes de que o clube precisa!

JG disse...

Caro MC,

O que eu gostava era que houvesse mais transparencia. que me explicassem porque se chegou a este passivo, o que aconteceu nos negócios mais polémicos e quais são de facto os numeros do passivo, que não podem variar conforme faz chuva ou sol.

O que mais me chocou na entrevista de Soares Franco hoje ao Record foram as referencias ao Leão de Verdade!

Genuinamente, Soares Franco acha que os socios não têm os direitos que os estatutos lhes dão. Ora esses são exactamente os direitos de que eu não prescindo. Não sou uma criatura acéfala que serve só para comprar cachecois e ir bater palmas ao estádio. Recuso-me a ser só isso e chocou-me absolutamente a referencia da entrevista.

E o pior é que eu acho que a concepção que o Presidente tem do clube e dos sócios é mesmo aquela!

Virgílio Bernardino disse...

JG:

Muito Bom post!

Recuso-me a aceitar a derrota. O jogo ainda não acabou para se anunciar o fim do SCP! Enquanto à vida há esperança. Esta luta q se iniciou ontem e que se prolongará pelos próximos meses, poderá ser decisiva, é certo, por isso msm urge lutar por uma solução para este impasse em q se encontra o n/ clube. Procurar uma solução que evite esta visão apocalíptica que alguns andam a espalhar... Se o SCP está condenado, pq perder tempo com discussões? Quem acredita realmente nisso, deveria estar já conformado, ou não? Não faz qlq sentido, nem dá p/ perceber as razões pq perdem tempo a discutir um acto consumado...

Que interesse têm esses profetas da desgraça? Mas que negócios delirantes são esses? Se os conhecem pq não partilham a informação com os restantes sócios? Pq é q não os divulgam?? Seria bem mais útil essa atitude e mais reveladora de amor pelo SCP... Digo eu!

Se sabem de algo, denunciem-no de uma vez, ora porra! Em vez de andar a espalhar boatos e armar aos cágados...

Se o polvo está a instalar-se ou já está instalado não sei. Mt pcs o saberão. Se calhar ng sabe... Nem msm quem dirige actualmente o clube, tendo em vista a permanente dança de números que sai cá para fora...ufff...

SL!

JG disse...

Caros Leões de Alvalade e Transmontano,

Peço-vos que apitem quando vierem a Alvalade ver um jogo, para a gente comer uma bifana e encher a garganta de cerveja. Voces vão ao congresso? Se forem, a gente ve-se por lá. Não fui hoje entregar as listas á secretaria, porque ainda não decidi em que forum temático quero participar!

MC disse...

Virgílio:
Faça-me um favor desde já e não me insulte!
Não me diga que eu estou a "armar aos cágados".
Não estou, infelizmente.
Repito o que disse: há negócios chorudos e totalmente obscuros, no contexto deste Sporting (ou destes Sportings se quiser), situados num campeonato que não é o seu nem o meu.
A discutir o sexo dos anjos não temos hipótese nenhuma de alguma vez contrariar isto.
Só se houver um movimento amplo, a uma só voz de todos os descontentes do Sporting é que poderá haver alguma esperança de termos o nosso Sporting de volta. Neste momento transita para parte incerta.
Quanto a denunciar todas estas jogadas, saiba que quem o fez já arriscou até a sua integridade física.
É isto que é infelizmente a realidade. Não seja ingénuo. Não sejamos ingénuos!
O mundo que TODOS os dirigentes no activo do Sporting neste momento transmitem aos sócios É UMA ENORME MENTIRA!!!!
Mas, não vamos lá com "bocas" nem com "espontâneos". Vamos lá apenas com organização, inteligência, coragem certamente (até física!) e com uma enorme preparação.
Qualquer passo em falso e é a morte do artista.
Agora você olhe à sua volta e veja se vê condições da parte dos Sportinguistas que conhece para responder a este desafio.
E depois faça a pergunta: consegue lá ir com esta malta? E conseggue lá ir sem eles?
Eu temo que olhando para o que se passa à minha volta não se consiga grande coisa.
E só vejo neste duas coisas extremamente positivas neste momento, que na minha opinião deveeriam merecer um apoio cerrado de todos os SPORTINGISTAS e que poderiam contribuir para desmontar tudo o que se passa de obscuro no Sporting: Dias da Cunha e o Movimento Leão de Verdade.
Se calhar você é daquels que se vai já atirar-se ao ar por eu falar no Dias da Cunha. Se fôr estamos conversados.
Mas saiba que ele foi o único que até agora teve a coragem de chamar ao Soares Franco o que ele é de facto: aldrabão! Se você me disser que o Dias da Cunha é um velho gágá, entramos imediatamente na fase da conversa que me leva justamente a dizer que os sportinguistas não vão lá assim. É que o Dias da Cunha é talvez a única pessoa neste momento no Sporting que pode denunciar as aldrabices desta direcção com factos (o que a gente precisa: factos!) e sem ter que meter guarda costas...
Quanto ao Leão de Verdade é o único movimento organizado de sportinguistas que tem uma acção (legal e coberta pelos Estatutos, portanto inatacável sob o ponto de vista jurídico), que é o pedido de auditoria. Cuja resposta também poderá ser altamente reveladora.
Só fortalecendo neste momento estas duas entidades (a que se pode juntar pela força da sua organizaçao a AAS) é que poderemos inverter este processo de liquidação do Sporting que de outra forma é inexorável!! INEXORÁVEL!!!
Tudo o resto é folclore.
Percebeu?

Virgílio Bernardino disse...

MC:

Fico satisfeito por saber que, afinal, tb para si, o SCP não morreu! É que dps deste seu último comentário, fico com a sensação que frases como ‘O Sporting vai ser papado!!! É para acabar.’; ‘Se calhar a debandada geral (eu nunca me imaginei a dizer isto, mas digo-o hoje com toda a convicçao!) é mesmo a única soluçao’, para além de bem mais insultuosas q, por exemplo, a expressão de utilizei q é bastante comum e completamente inócua, são desprovidas de qlq esperança e não passam de frases bombásticas. Talvez sirvam para chicotear psicologicamente o pessoal… Não sei se seria essa a sua intenção.

Estou bem ciente, da luta q o movimento LdV tem protagonizado. Estou bem ciente do q a AAS reivindica. Pode crer q acompanho mts blogues, blogguers, comentadores e ‘opinadores’ de diversas sensibilidades ‘politicas’. E concordo com mts daqueles que afirmam q há suspeições q ferem o ambiente no SCP e a relação entre sportinguistas. Sou pela transparência e pela verdade. Por isso msm vejo, e tenho-o afirmado com frequência, mérito em muitas das pretensões das Organizações q referiu. Mas, adianto já, q nem sempre concordo com todas as sugestões q defendem. Eu analiso o máximo de info sobre o SCP que consigo. E faço-o sem preconceitos. Analiso sempre, quer essa info surja da parte dos ‘seguidistas’ ou ‘roquetistas’ ou o ‘diabo a quatro’, quer ela venha dos grupos ou elementos oposicionistas…

Chegamos portanto a um consenso q é o seguinte: o SCP padece de doença grave! Se é terminal (como quis transparecer) ainda não o sei. E sabe pq? Pq como tão bem disse neste seu último comentário falta-nos saber os FACTOS… As suspeitas são variadas e justificadas. Que existe interesse em esconder muitas acções do passado é inegável. Aliás, basta atentar às próprias afirmações q FSF tem deixado escapar para confirmar isso mesmo: ‘ ‘não vamos desenterrar esqueletos’ e outras frases do tipo comprovam-no… Já para não falas nas acções que indicam vontade de apagar o passado…

Eu ainda procuro apurar o verdadeiro diagnóstico. Depois seja ele mortal, muito grave ou ‘apenas’ grave duma coisa estou certo. Nunca abandonarei o SCP e é nisto q discordo de si. Debandadas geraisé que é msm o caminho para o SCO desaparecer. Eu vou ficar até ao fim… Se esta é uma postura ingénua não sei, mas é assim q eu penso…

Olhe, mais do que prolongar este meu comentário e continuar aqui a justificar a minha actual posição, convido-o a passar lá pelo meu blogue e ver o q tenho escrito nos últimos tempos. Perceberá melhor o q tento dizer e verá q temos mts pontos de contacto. ;)

Hoje, estou curioso por ver a reacção da equipa de futebol, dps do anuncio de FSF. De certo que tds pretendemos a vitória frente ao Marítimo! :)

SL!

MC disse...

Caro Virgilio,
Quanto a permanecer no Sporting veja só com cuidado em que "Sporting" é que vai ficar...

JG disse...

Eu acho que o grande legado que Soares Franco nos deixou foi exactamente este. Uma fractura evidente na familia sportinguista, um clima crispado de guerra entre sportinguistas.

Esta é a herança que este Presidente nos vai deixar. Cabe-nos a nós, sportinguistas, fazer agora o percurso inverso. Por aquilo que nos une: o Sporting Clube de Portugal!

MC disse...

Concordo com a análise e não tenho dúvida nenhuma sobre a conclusão.
Mas, precisamos de duas coisas:
1- Um rosto que (re)una os sportinguistas.
2- Um esclarecimento sobre a situaçao do clube, _objectivo e factual_, que de uma vez por todas retire margem para que cada um emita opiniões gratuitas e dê palpites sobre assuntos que, porque não domina e não conhece a fundo, se situam exclusivamente no domínio do afectivo.
De outra forma não vamos a lado nenhum.
Há quem nao ande a dormir...

Virgílio Bernardino disse...

'Quanto a permanecer no Sporting veja só com cuidado em que "Sporting" é que vai ficar...'

MC: no SCP que TODOS decidirmos...

Lá para Maio ou Junho se verá! Só espero q seja naquele que vai na direcção q se deseja, ou seja, num que se perpetue enquanto clube de forte apoio social. E não num em debandade e com rumo certo para a morte.

MC disse...

Pois vamos ver... Isso é muito bonito mas nesse "todos" está incluida muita gente com a qual eu não quero partilhar o meu sportinguismo. De todo!
É que eu levo o meu sportinguismo _mesmo_ a sério ó Virgílio!!

Leão Transmontano disse...

JG, felizmente não vou ao Congresso. Digo felizmente porque por volta desses dias nasce a minha leoa :). Se não fosse esse acontecimento único e marcante não deixaria de ir e expor as minhas ideias. Mas o Leão de Alvalade é muito provável que possa ir. Não vão faltar oportunidades para nos encontrarmos em torno do nosso Sporting.
Um abraço

JG disse...

MC,

Se nós entrarmos no campo das escxolhas de com queremos partilhar o nosso sportinguismo, o clube está perdido! Porque não vai nencontrar a paz de que precisa. eu percebo a sua mágoa, eu também tenho a minha, mas temos de saber deitar para trás das costas as nossas mágoas, pelo futuro comum.

Leão transmontano,

Antes de mais, parabéns antecipados pela pequenina! Daqui a 4 anos vai ter a sala como está a minha hoje. Não se pode andar por lá sem pisar qualquer coisa.... :)

Mas oportunidades não faltarão de facto. Um abraço, amigo!

Virgílio Bernardino disse...

MC:

Pronto pá, não te chateies, caramba! Olha leva lá a taça q ficamos amigos como dantes.

Tú, o td poderoso e omnisciente dono da razão, q leva o sportinguismo-ms-a-sério..

Eu, q 'invisto' (e não 'gasto') mais tempo diariamente com o SCP q o FSF, sou um gajo que leva o sportinguismo a brincar...Isto de ñ ter opinião coincidente com a de V/ Ex.cia era uma causa perdida à partida. Mil perdões por tamanha ousadia!

Espero q em Maio consiga dormir melhor. E eu tb...